por Jurema Cintra Barreto

advogada, amante de viagens e de gastronomia


A veterinária de minha gatinha é uma fofa, acho que ela nasceu para isso, trata Baby,  como princesa, tem atendimento domiciliar e comentários melosos no facebook. Daí que a encontrei no pet shop que ela trabalha, e lá vamos nós falar de viagens. Ela me relatava que iria fazer sua primeira viagem internacional e ficamos alguns minutos a conversar e surgiu a palavra “tabaroa” usada comumente de forma pejorativa, mas entre nós tratada como muita irreverência, pois nos informamos de tantas coisas, ela da medicina veterinária, eu no Direito e nem damos conta o quanto somos ignorantes em certos assuntos, como viagens, ou seja somos “tabaroas grapiúnas” e como nos “des-tabaroar”? Comecei a relatar minhas pouquíssimas incursões internacionais. Não, não tenho mil experiências,  ainda não sou viajante profissional, não tenho dinheiro para isto apesar da vontade. Mas dentre os erros que cometi e acertos que tive percebi que me diverti mais que alguns amigos que foram aos mesmos lugares e vice versa. Percebi meus erros em gastar com coisas desnecessárias ou deixar de fazer isso ou aquilo pela dificuldade com a língua, parece que ao ver alguém que não fala nossa língua aparece um medo súbito de gente. “O que a vida quer da gente é coragem”, dizia Guimarães Rosa em Grande Sertão:Veredas e até para sair deste conforto interiorano e sair pelo mundo é preciso de uma certa coragem sim, de errar e descobrir o novo.

Mas tem coisas tão essenciais e detalhes que nem sempre vemos em sites de viajantes, ou turismo, ou simplesmente as pessoas não se abrem para relatar. Então, para mim que me considero ainda uma “tabaroa” grapiúna, no sentido lúdico e divertido da palavra, de ainda ser verde e cheia de possibilidades a descobrir vão algumas dicas que ninguém me falou e aprendi na raça mesmo, mas que foram muitos úteis, e, os amigos dizem gostar muito quando temos tais conversas. Se vivemos num mundo de egoísmo, compartilhar experiências e possibilidades é minha forma de protesto. Para quem quer se aprofundar recomendo o site 101 Países, que são pessoas reais, um servidor público e uma advogada, casal que viaja este mundão de meu Deus e tem dicas incríveis.

1º- Foco, é preciso saber para onde se vai;

2º – Sabendo o destino  você tem de comprar dinheiro. Aos poucos mesmos, priorizando a viagem. Quem compra dinheiro todo mês, economiza aqui no Brasil e gasta bem lá fora. Eu achava que era muito difícil viajar, onde conseguiria dinheiro em 2 ou 3 meses após comprada a passagem e com dólar caro? Mas vi que é uma questão de prioridade, o dólar está R$3,46, então aquela festa de camisa super-vip-all inclusive pode ficar para depois e você compra 100 dólares para aquele passeio incrível pelo Rio Hudson em NY,e, quando você voltar tenha certeza que outras festas mil estarão aqui te esperando. Existem casas de câmbio e agências de turismo que vendem pequenas quantias tranquilamente. Se você já está com passagens compradas e tem conta no Banco do Brasil, o dólar e euro turismo lá vale muito o preço da cotação, é uma boa opção.

3º- É preciso ficar atento às promoções de passagens. Sites como Google Flights , Melhores Destinos e Passagens Imperdíveis  divulgam promoções diariamente e aplicativos como Kaiak, Momondo e Sky Scanner avisam o dia com melhor preço e notifica com alertas.

4º – Pesquise os locais que você quer ir na internet, quase todas as atrações tem sites e pelo menos um dia da semana são gratuitos como diversos museus no mundo. Youtube tem muitos vídeos de viajantes, existem livros de viagens que são úteis pois nem sempre a internet está a sua disposição;

5º- Com o site Booking você compara preços de hotéis e pousadas em todo mundo, é confiável e seguro pois tem avaliações reais de pessoas que se hospedaram e muitas fotos. Se você acha hotel caro, que tal alugar um apartamento ou quarto ? No site AirBnB podemos ver aluguel de apartamentos pelo mundo com muita segurança, não pagamos ao proprietário, mas ao site que tem escritório no Brasil e parcela o pagamento em real. o AirBNB é uma potência da internet. Tanto o anfitrião quanto o hóspede são avaliados com estrelas, esta avaliação bipolar gera uma segurança incrível para os dois pólos do contrato. Tivemos uma experiência maravilhosa no Porto-Portugal com o AirBnB e pretendemos repetir. Se você acessar este Link ganha 70 reais de desconto em seu primeiro aluguel. O valor deste tipo de serviço também é muito em conta além de ter um morador local a sua disposição para dúvidas;

6º- Passagem comprada, apartamento alugado, dinheiro na mão, está tudo ok? Não, lembre-se de seu passaporte, dos vistos, das vacinas e do seguro saúde que cada país exige dos estrangeiros visitantes. Para não tomar susto entre no site das embaixadas e consulados de cada país que for visitar e se informe;

7º – Baixe os aplicativos úteis como metrô das cidades que vai visitar e mapas interativos. Na Europa o MeoDrive funciona sem internet, só no GPS do celular e é de graça. Já o aluguel de um aparelho GPS nas locadoras de carro é bem carinho! Existem aplicativos de pontos turísticos locais e regionais e um dos mais vistos no Mundo é o Trip Advisor, muito útil mesmo para escolha de restaurantes e passeios. Particularmente usamos em Portugal e não erramos em nenhuma escolha, desde o PF(prato feito) até o 5 estrelas foram experiências gastronômicas perfeitas, e se você avaliar os locais ainda ganha pontos no programa Multiplus Fidelidade da TAM,

8º- Prontinho para embarcar? Use roupas confortáveis. Por ser aquela viagem linda, a primeira e dos sonhos idealizamos demais, vejo pessoas ultra-mega-super arrumadas e de salto alto no avião, para chegar linda em Miami ou em Paris. Não que eu vá fazer controle de comportamento de ninguém, mas pessoalmente considero mais confortável viajar de moleton e camisa de malha ou camiseta, com meias por causa do frio da aeronave, Ficar 12 ou 10 horas de calça jeans numa cadeira pequena não é nada bom.

9º- Imigração. Cada país tem suas exigências, lembre-se de se informar. Imprima tudo, nada de voucher em celular, vai que descarrega e você não tem como mostrar ao agente de imigração. Estados Unidos e União Européia estão cada vez mais exigentes devido aos atos terroristas. Preste atenção nas perguntas, seja firme e objetivo. Imprescindível passagem de ida e volta na mão, pelo menos o e-ticket, reserva do hotel ou do apartamento alugado, reserva de automóveis(se for o caso), cartão de crédito internacional, dinheiro em espécie(ver valores mínimo e máximo), se você vai para algum show ou museu e já comprou os tickets imprima tudo. Se você está em família faça sua imigração em conjunto, senão corre o risco de um ser parado para averiguação e o outro não, aí você se separa de seu ente querido, um transtorno só. A impressão também é útil pois ali tem endereço do seu destino, para mostrar ao táxi, uber, etc.

10º – Abuse do transporte público, se aqui no Brasil é ruim, aeroportos distantes e tarifa de táxi cara, lá fora tem cidades que tudo funciona muito bem, inclusive com Metrô dentro dos aeroportos ou com transporte integrado e você economiza podendo gastar mais com diversão. Lembra do planejamento? Veja no Google Maps se tem metrô perto do seu hotel ou apartamento ou simule o táxi, pelo AirBnB você pode fazer estas perguntas ao anfitrião.

Alguns itens básicos:

  1. leve adaptador universal de tomadas – cada país é um modelo diferente (ô inferno)tomadas pelo mundo
  2. compre um chip pré-pago logo no aeroporto mas escolha um bom pacote de internet, lá fora não tem sistema ilimitado. Quando estiver no hotel, bares e restaurantes, desabilite o modo “dados celular” para economizar e use o Wi-fi exclusivamente sempre que possível;
  3. guarde suas notas para fazer tax free, muitos países tem incentivos de consumo para estrangeiro com devolução de impostos e farei um post aqui no blog apenas sobre isto;
  4. leia e veja os vídeos da Receita Federal sobre compras no exterior, faça tudo correto e evite surpresas;
  5. se você NÃO vai comprar roupas no destino veja sempre o clima da semana no aplicativo do tempo, não passe frio ou calor.

DIVIRTA-SE!!! É sua primeira viagem, não existe perfeição, supere adversidades e curta cada momento.