Quando fomos para Buenos Aires fiz pesquisa com os amigos que lá sempre vão para estudar, um querido me disse: Fica na Recoleta, sem dúvida alguma e lá fomos nós. Alugamos pelo AirBnB e se você quiser ter desconto de 100 reais  em sua primeira estada clique AQUI. Super gostamos muito deste aplicativo, é seguro e tranquilo, e você fica na cidade como um local.

E ficamos hospedados na Recoleta, nos aventurando em suas ruas mega ultra arborizadas, um charme só!

E qual a atração que mais gostamos? Várias, além do Fuerza Bruta que contamos em outro post, das ruas charmosas e lojas finas, amei o CEMITÉRIO da Recoleta! Algumas amigas perguntaram assustadas: “Jura, que você foi sozinha no cemitério? Jura que você gostou, mas o que tem lá para se ver?”

Bem! gente curiosa, gosta de lugares curiosos. Quando fizemos o transfer de volta para Aeroporto de Ezeiza, que fica 1 hora de distância, a guia, que era baiana e de Canavieiras(ô coincidência) nos dizia que a maioria dos turistas declinam da visita ao Cemitério, acham estranho e não entram. Os que aceitam adoram a visita e agradecem muito por ela ter insistido.

AMO Arquitetura e Arte Cemiterial, então eu já fui para Buenos Aires com a certeza que queria ir lá. O Cemitério da Recoleta é incrível, imenso, MÍSTICO. Talvez eu tenha todo esse interesse por que tive a oportunidade de visitar o cemitério de Itabuna e Ilhéus no Sul da Bahia acompanhada do professor Doutor André Rosa Ribeiro da UESC-Universidade Estadual de santa Cruz que tem um brilhante trabalho sobre Arquitetura Cemiterial. Assim, com as aulas de iniciação do mestre, toda a visita fez muito sentido e o forte simbolismo foi movendo nossos passos,pela descoberta de mais e mais conhecimento.

Fomos na única visita guiada do dia que começa 11 horas na porta principal e é de graça, nos sábados, domingos e feriados  tem às 11 h e 15 horas , veja no site oficial. Apesar do frio que estava matando, foi muito bom, instrutivo, cultural. Foi uma aula de Arte, História, Religião, Política e Costumes. Sim, a morte também é uma representação clara de poder.

E por que tem gente que vai sozinho e não gosta?? Por que a maioria do “turistão” quer ver apenas o túmulo da Evita e não acha a menor graça, e vai embora. Claro, por que o mausoléu de sua família tem um padrão retilíneo, de mármore preto mais moderno, com as placas e só, nada mais. O babado é a história de como o corpo voltou para Argentina depois de ser roubado … e outras coisitas mais que você só sabemos por causa da visita guiada.

Os Mausoléus ou Bóvedas como chamam mais interessantes, são de pessoas e figuras desconhecidas para nós brasileiros. O Túmulo da Rufina Cambaceres é altamente mítico e representativo, mas só você indo lá para saber por que esta mulher que morreu DUAS VEZES está aparentemente abrindo ou fechando esta porta.

Outra coisita mega ultra interessante é que não existe coveiro. Calma, leitores, tem muitos funcionários, mas lá não se enterra ninguém, não existe cobrir caixão “para terra comer”. Os caixões são especiais e ficam expostos dentro das Tumbas, você vê alguns bem suntuosos, cobertos com mantos de Richelieu e outros bordados, plantinhas e tudo mais.

Como é muito, muito grande fui outro dia bem cedo.

Ruas do cemitério da Recoleta

Daí encontrei mais Vivos que mortos, olha que lindos. Biscoito é o gatito Cinza e Totó o amarelo. Biscoito foi meu guia às 07:30 da manhã, ele ia me conduzindo pelas ruas e avenidas, o céu estava cinza, as corujas cantavam, mas tinha a certeza que os gatinhos me protegiam de qualquer alma perdida por lá.

Gatinhos são moradores muito bem cuidados por todos os funcionários, eles tem nome, sobrenome e área. Totó , muito novo e forte quer ser o dono do pedaço, é cemitério também tem conflito de terras. Passei mais de 1 hora e nem consegui ver uma ala completa pois é uma Necrópole, uma grande cidade.

Para constar é um bairro muito caro, muito aristocrata e é mega chique morar ao lado do Cemitério. Bem em frente tem bares, restaurantes badalados, Centro Cultural onde você pode ver o Fuerza Bruta e um shopping. Se eu for de Novo em Buenos Aires? É visita certa, tem muito mais histórias e histórias para ver e ouvir. Sim, ouvir por que como cheguei cedo bati papo com um funcionário de 46 anos de serviço no Cemitério e foi Babado, cada histórica pitoresca, inclusive do “coveiro” que sonhava em ser enterrado lá, ele juntou dinheiro a vida toda, comprou um espaço, fez a placa da data de Aniversário e de Morte e ninguém entendia, por que estava tudo pronto e com data marcada. Pois no dia que ele marcou na placa tirou a própria vida e fnalmente realizou seu sonho de estar na Recoleta, assim como Getúlio, o argentino David Alleno. saiu da vida e entrou na história urbana de Buenos Aires. Tragédias épicas que só quem vê pode ter noção da GRANDIOSA MÍSTICA DAQUELE LOCAL.

São tantas obras de arte que ficamos tonta . Tanta riqueza artística e arquitetônica.

Quando o guia te chamar vá, quando for sozinha vá, compre um pequeno mapa do Cemitério vendido na portaria para ajudar na conservação e procure esses nomes famosos lá, desconhecidos aqui e se abra ao novo.

Leia mais sobre nossas andanças: Buenos Dias Buenos Aires

Surpresa chamada Uruguai

Fiz as Pazes com o Rio de Janeiro