Pare de Comprar – educação financeira- parte1

por Jurema Cintra

Advogada, militante de Direitos Humanos e quase psicóloga de  alguns clientes.


Ultimamente estou atendendo muitos super-endividados e sempre percebo que os problemas deles são menos jurídicos e mais comportamentais. De educação financeira realmente.
Esta semana vou postar em 7 dias, 7 dicas para colaborar nesta luta.
Como disse @ivetesangalo na série “As Brasileiras” : Melhor o seu nome no Serasa do que na boca do sapo”. Com humor que vamos falar de consumo consciente.
É este o problema: CONSUMO. Compramos por que é legal, compramos por que está na moda, compramos por que está na novela, compramos por que minha amiga do Facebook tem, por que precisamos ser aceitos.
Você não vai conseguir organizar suas finanças se não parar pelo menos por um tempo. Para seu salário entrar e você respirar. Para você não ter mais aquelas pequenas dívidas que levam seu dinheiro para o ralo.

Confesse : você deve a vizinha que vende Avon, a amiga que vende Natura, a colega de trabalho que traz coisas importadas, a prima, do amigo da vizinha que vende roupas, deve ao primo por que pediu o cartão de crédito emprestado para dividir a festa de São João em 10 vezes. Engraçado que na festa que vem você chora pois ainda está pagando a “curtição” do ano passado. O seu limite estourou, e você fez aquele cartão da loja do shopping e da outra loja também. É tão fácil se endividar e os bancos amam este tipo de comportamento, muitas vezes obsessivo. Então se você não Parar de Comprar essa bola de neve numa vai parar de crescer.
Uma forma divertida e lúdica de parar por um tempo são os desafios .
Desafio 180 dias sem comprar roupas. Veja o blog Um ano sem Zara 
Desafio 180 dias sem comprar cosméticos.
A ideia é usar tudo que tem, misturar roupas e fazer novos looks, postar nas redes para se divertir no caminho, reformar, consertar, doar o que não serve, reorganizar o guarda-roupa . Usar todos os seus batons, use um pincel e vá até o fim, vire os potes de creme, use tudo e só compre um shampoo novo quando o outro acabar. Você deve ter maquiagem vencida, mas vai comprando por que aquela cor está na moda. Então pare e use tudo que tem. 

Eu fico impressionada quando ouço frases de clientes e amigos assim:

  • Como vou viver sem aquele short (da marca famosa)? Resp-  Roupa é uma casca. Bom é ter roupa boa e sem dívida
  • Como vou viver sem ir para aquele show(do sertanejo da moda)? Resp- Vivendo. Bom é não ter dívida!
  • Mas meu filho queria e eu tive de comprar o celular caríssimo em 24 vezes com 100000% de juros(na prestação da loja)!  Resp- Você está criando um filho ou um pequeno ditador?
  • Era promoção e não pude perder e aí comprei mais de um sapato, mesmo sendo igual! Resp- promoção enganação
  • Estou devendo, mas o outro banco mandou cartão e eu aceitei! Resp- Ligue de volta e cancele
  • Tenho 24 cartões de crédito!! Resp- Quebre todos e vá, aos poucos negociando as dívidas
  • Quando fico triste vou ao shopping! Resp- Ficou triste: leia poesia
  • Tenho empréstimo consignado, empréstimo na conta corrente, empréstimo em débito automático, empréstimo no cheque, empréstimo no carnê e devo ao agiota, ao meu vizinho, a minha mãe!(Isso tudo foi uma pessoa só) e acredite são tantos assim! Resp- Psicólogo urgente, Isso é TOC- Transtorno Obsessivo Compulso de Consumo. Ajuda especializada.
  • Tenho vergonha por que devo! Resp- acredite muitos outros estão igual a você, então não é vergonhoso, é difícil, claro, mas o primeiro passo só você pode dar, vá no CDL de sua cidade e pegue sua certidão do SERASA, lá poderá ter uma ideia de suas dívidas . Se você conversar com dois amigos verá que algum deles está do mesmo jeito.

Reflita se você precisa mesmo deste ou daquele coisa, aí vem uma importante questão filosófica, Ter é mais importante que Ser?

Não esqueça que parar de comprar é também diminuir o consumo geral. Luz apagada, torneiras fechadas, tomadas desconectadas, pegar mais ônibus, pesquisar preço de gasolina, pode parecer pouco, mas no final de 12 meses imagina a economia?? Com a diminuição dos gastos do mês, aos poucos você começara a enxergar seu dinheiro voltar e dar mais valor ao mesmo.

Sabe o que é ser chique: é ter Saldo POSITIVO EM SUA CONTA BANCÁRIA!
Deixe seus cartões de crédito em casa e bem guardados, se possível pede para sua mãe ou marido esconder. Cartão é bom, mas é crédito, muitos usam o limite como se já fosse seu, já conta com este valor para o mês e a dívida não para de crescer.
Aprenda dizer NÃO E PARE DE COMPRAR. Lembre-se que é uma mudança de hábito e não vai ser rápido. Pode demorar meses ou anos para você se reestabilizar, mas vai funcionar e esses ensinamentos vão te acompanhar para toda vida.

Dica 1- PARE DE COMPRAR