Giro Gastronômico Ilhéus- Parte 3

Giro Gastronômico Ilhéus- Parte 3

por Jurema Cintra Barreto – amante de viagens e gastronomia


Ando escrevendo muito sobre as viagens ao exterior. É delicioso se debruçar sobre o que amamos. Meu amado esposo vem me cobrando os textos sobre nossa região sul da Bahia em que vivemos. Então vamos compartilhar com nossos leitores os locais onde gostamos de comer, beber e petiscar.

 

BAR VESÚVIO – Era  e É o Bar mais famoso da Cidade. Está nos livros de Jorge Amado. Situado bem na frente da Catedral de Ilhéus, é ponto certo de turistas. Andava meio decadente. Empresários arredaram e depois de uma Reforma ficou lindo e é administrado pelo Buteco do Posto, com uma culinária muito boa. Vários pratos árabes. O babaganush, que é uma pasta de beringela com pães sírios, é de comer rezando. Para quem não conhece comida árabe vale a pena pedir um prato que vem como um pouquinho de cada coisa.  Outra pedida boa é a linguiça alemã e o filé ou camarão gratinado que vem dentro de um pão italiano com creme de queijos, é BOM, BOM, BOMBOM!!!

Nos finais de semana você verá uma fila grande, mas logo, logo anda, nada demais, 5 ou 10 minutos. O Chopp é geladíssimo, drinks deliciosos, amo o Cozumel e a rapidez do atendimento é o ponto forte. Pessoalmente acredito que o memorial do vesúvio e a decoração poderia ser mais fiel à original, mesmo assim gostamos muito, o empreendimento ficou fantástico.

pagamento: dinheiro, cartões de débito e crédito

como chegar: de ônibus qualquer linha que pare no Centro(ponto do Hospital São José ou Terminal), aí você terá de ir andando o restante do percurso. Se você vai beber, seja morador da cidade ou turista vá de táxi ou Uber, a lei exige e não tem nada mais libertador que beber o que quiser sem se preocupar com a multa ou com o possível crime que está cometendo. Sim, já tem Uber em Ilhéus, está funcionando meio capengando, muitas vezes não aparece carro disponível. ALÔ UBERISTAS DE ILHÉUS, CADÊ VOCÊS???? Quer desconto em sua primeira viagem? Use o código MSHW1TZYUE e de cara ganhe 20 reais. Pelos preços e distâncias de Ilhéus, já sai de graça sua ida ao famoso Vesúvio.

preço: $$


MAROSTICA – Situado no centro na Avenida Dois de Julho, é aquele lugar em que no verão fica muito cheio e no restante do ano é bucólico e delicioso. Adoro ver o mar dali, já morei naquela rua e amo o clima da 2 de Julho. Os moradores se conhecem, enfim…

O Marostica tem pratos italianos, massas artesanais, filé muito suculento, de vez em quando tem uma carne argentina perfeita e uma carta de vinho sortida. Comida é excelente. Gostamos do Espaguete ao frutos do mar, dos risotos, do filé, bife de chorizo com risoto de banana. Tudo lá é bom. Os pratos são bem servidos e você ficará satisfeito. Se estiver com amigos, as vezes não tem no cardápio, mas pergunte da Burrata, é MA-RA-VI-LHO-SA!! Entradas e carpaccios são muito bons. Sobremesas idem. Para Ilhéus não é tão barato, mas vale pela qualidade. Quer um jantar romântico ? Ou cansou de comida baiana com dendê? Marostica é o ideal.

Tem espaço no primeiro andar com ar condicionado que é bom para fazer encontros com amigos ou reuniões.

 

pagamento: dinheiro, cartões de débito e crédito

como chegar: de ônibus qualquer linha que pare no Centro(ponto do Hospital São José ou Terminal), aí você terá de ir andando o restante dopercurso. De carro, anote aí o endereço Av. Dois de Julho, 966, Centro, Ilhéus, tem muito estacionamento fácil.

preço: $$$


TOP- barzinho, restaurante e agora pizzaria, está situado na Avenida Lomanto Junior, no finalzinho da Orla do Pontal. Tem mesas bem agradáveis no deck na beira da baía e também tem mesas internas, se você está com crianças é tranquilo. Atendimento é rápido e a vista do pôr-do-sol é linda. Cerveja gelada, pratos muito bons. A pizza é saborosa também. Esse verão de 2018 os preços deram uma crescida. Gostamos do vinagrete de polvo como entrada e tem o peixe cozido com legumes que é imenso, dá para 3 pessoas.

peixe cozido com legumes

Espaguete ao frutos do mar também é boa pedida. O TOP não está no Tripadvisor, acho que os donos ainda não descobriram esta ferramenta tão legal. O bar é organizado e atendimento rápido com garçons gentis.

Vista fantástica da Baia

pagamento: dinheiro, cartões de débito e crédito

como chegar: de ônibus qualquer linha para Zona Sul (Nelson Costa, Hernane Sá, Ceplus, Olivença), saltar no ponto da Rua 13 de maio.  De carro, anote aí o endereço Av. Lomanto Junior, 1820, bairro Pontal, Ilhéus, tem muito estacionamento fácil.

preço: $$


BARRACA ESPELHO DÁGUA – Vou me dedicar a fazer um ranking das barracas de praia do Sul de lhéus. São dezenas e tenho certeza que quando o turista chega fica naquela dúvida de onde parar.

Gosto muito da Cabana Guarani que é super tradicional aqui na região, muito conhecida. Por isso decidi escrever sobre esta outra que é um pouco mais adiante. Foi sem querer que descobrimos a Cabana Espelho Dágua. Estávamos procurando Guaiamum cevado, pois o barzinho Mirante que somos clientes fiéis estava fechado. Vimos a Placa e pimba!!!

Paramos no susto mesmo. Quando saltamos, a surpresa: um aquário enorme, o viveiro com Guaiamuns gigantes, imensos. Já expliquei aqui em outro post sobre o nosso caranguejo azul , se você nunca provou, se abra ao novo!!!!

A cozinha da cabana é muito boa, tempero  muito saboroso mesmo. Pedimos sempre guaiamum com pirão e vinagrete. Foi barato e gostoso. A partir deste dia, sábado e domingo comemos guaiamum na Espelho Dágua e almoçamos também, peixe frito e moquecas boas e bem servidos. Já levamos amigos que também gostaram. Vivemos tanto tempo na Cidade e acabamos por ter os mesmos hábitos, mesma cabana, mudar foi interessante.

Banheiro é limpo e o cardápio é variado. Cerveja sempre gelada e os garçons muito simpáticos, em especial o Mateus que é puro sorriso e carisma.

Ter mudado um pouco foi bom, eu incentivo tanto os leitores aqui do Blog e os amigos a descobrir o novo, provar sabores e comidas diferentes e eu não mudava de Barraca de Praia. Enfim, agora penso em fazer um ranking das Cabanas de Praia de Ilhéus, sobre infraestrutura, banheiro, preços e cardápios. O que vocês acham? Mande suas sugestões aqui no comentário ou siga nosso Instagram @juremacintra.

pagamento: dinheiro, cartões de débito e crédito

como chegar: de ônibus linha para Zona Sul (Olivença, Acuípe), saltar na frente da Barraca, vá olhando as placas das Cabanas e puxe o sinal no momento que avistar. Pode também usar a linha Itabuna-Olivença intermunicipal da empresa Rota, mas será um pouco mais cara a passagem.   De carro, anote aí o endereço Rodovia Ilhéus-Olivença, km 5. Vá de Uber ou táxi  e beba tranquilo.

preço: $$

Não deixe de ler também – Giro Gastronômico Ilhéus – parte 1

Giro Gastronômico Ilhéus – Parte 2

I Love Guaiamum

Roteiro de 2 dias – final de semana em Ilhéus e Itacaré

Roteiro de 2 dias – final de semana em Ilhéus e Itacaré

por Jurema Cintra – advogada e amante de viagens


Morando mais de 18 anos na região Sul da Bahia, conhecemos aqueles locais que não estão nos mapas turísticos. Então decidi falar mais de Ilhéus e região cacaueira e o que temos de bom para explorar.

Se você está a trabalho ou lazer e passará pelo menos 2 dias em Ilhéus, vale muito fazer um mini-roteiro de turismo histórico e de aventura.

1º Dia – Sábado– Escolha  um dia de semana ou sábado(até meio dia) para visitar as atrações no Centro de Ilhéus. É tudo muito perto, você fará tudo andando pelo dia, pois a noite é muito perigoso e  estará fechado, um deserto. Alugar um carro em Ilhéus é a melhor opção, pois táxi é caro e tudo, dependendo da Pousada que você está hospedado, o valor do táxi Ida e volta sairá mais caro que a diária de um carro, muitas vezes as locadoras estão sem veículos, aqui tem muito movimento de negócios, opte pelas menores como a Ilhéus Veículos e alugue com o Luiz no telefone 073-99961-7007.

Pontos de visitação à pé:

-Casa de Jorge Amado

-Catedral de São Sebastião

-Teatro Municipal

Tearo Municipal de Ilhéus

– Sorveteria Ponto Chic – tradição de mais de 50 anos

Adoro sorvete de pitanga ou mangaba

-Igreja de São Jorge

-Maçonaria

-Rua de pedra azul

-Galeria de Arte de Goca Moreno

-Paço da Prefeitura Municipal

-Associação Comercial

-Mercado de Artesanato

Tudo isso dá para fazer em uma manhã.

Aproveite e almoce no Bataclan e conheça lá mesmo o espaço memorial com fotografias e a loja de souvenir que está linda!

No retorno passe na Cacau do Céu e experimente as deliciosas trufas gourmet, a dona é chocolatier tem cursos, é especialista nisso e ainda é bisneta de um coronel do Cacau, alie história com muitos sabores.

Você fez isso tudo e ainda dá para pegar um bronze e o pôr do Sol na Praia do Cristo, tudo bem que pode estar cheia, mas alugue um caiaque, stand-up ou simplesmente pare para comer um tira-gosto como catado de Aratu(marisco típico da região e muito saboroso). Quem sabe você dá sorte de ver um Boto subir o rio.

Noite pode ser agitada, dependendo do dia tem boas festas ou show no teatro, veja mais no site Pimenta Ingressos.  Você também pode ir para Rua Hermínio Ramos no Pontal, mais conhecida como passarela do álcool de Ilhéus(tudo bem, é muito pequena e diferente de Porto Seguro), mas acumula vários bares e restaurantes desde a Praça do Pontal até o final da rua. Gosto  muito do Chickens.

Outra opção é seguir de carro, ainda de tarde para Itacaré e curtir a noite por lá na Rua da Pituba, é uma delícia, cheia de opções de bares e restaurantes e o clima da pequena cidade é muito alto astral, cheia de surfistas e turistas de todo o mundo.

Não deixe para conhecer nada em Ilhéus no domingo, tudo estará fechado, exceto as barracas de praia.

 

2º dia – Domingo – Se você alugou o carro, ótimo, será uma economia. Siga estrada no sentido Itacaré até Taboquinhas.

10:00 – Rafting pelo Rio de Contas com a Ativa Rafting e Aventuras, dê preferência a eles, já escrevi aqui artigo detalhado desta aventura maravilhosa.

12:00 – Almoço Vila Rosa ou restaurante local de comida caseira

14:00 – Visita Guiada pela Fazenda de Cacau e Museu Vila Rosa.

16:00 – No retorno de Taboquinhas para Ilhéus ainda dá para tomar um banho na Cachoeira do Tijuípe.

17:00 – Despedida na Casa da Empada, o melhor restaurante de Ilhéus

 

Passando por Ilhéus num dia de quarta-feira, recomendo sem medo de errar , o almoço no Iate Club com Buffet Árabe livre. Paga-se preço fixo(não lembro de 38 ou 40 reais) e minha nossa, é uma comida de excelente qualidade.

Jurema no Iate Club de Ilhéus- Quarta árabe

 

I love Guaiamum 

I love Guaiamum 

Ou o que o ilheense gosta de fazer?


Toda vez que viajo gosto de fazer e comer igual aos moradores locais. Pergunto logo para os atendentes e recepcionistas dos hotéis o que tem de mais típico. Procuro na Internet e voilá. Assim que descobrimos iguarias como o Siri Bóia e Peguari em Salvador , a Francesinha no Porto, a pizza escondida na São João em São Paulo. Enfim… aquelas coisinhas que só comemos naqueles lugares.

Em Ilhéus acredito que uma das coisas mais típicas seja o hábito de comer caranguejo e Guaiamum. É muito comum se marcar com os amigos aquela rodada de caranguejo e conversa vai, conversa vem.

Para quem é de fora até estranha o “caranguejo azul” grande , chamado de Guaiamum.Diferente de seu primo ele não mora no mangue mas na terra , sobe nas árvores e tem uma carne menos doce e muito saborosa.

Segundo os fanáticos pelo crustáceo “ele pega mais tempero”. Somos tão fanáticos que o apelido pseudo-pejorativo do ilheense é “papa-caranguejo”.

Sexta-feira os barzinhos estão lotados de famílias comendo a iguaria, sábado e domingo nas barracas de praia(principalmente nas praias do Sul) eles são os reis de Ilhéus. Hábito que se passa de pai para filho, as mesas ficam rosas e vermelhas com sua chegada.

Pra quem nunca viu é deveras estranho aqueles aquários onde escolhemos os bichos vivos que vão para panela.

Algumas delícias tem dessas coisas.

E quando chega quentinho e temperado em sua mesa … hum… que água na boca.

Que água na boca, que boca sedenta, dentes astutos, Martelinho martelando mesmo… toc… tac… toc… tac… dentista por que preciso tanto? O ofício de comer caranguejo e Guaiamum gera muita renda para região, desde os catadores e marisqueiras, as cozinheiras e os nossos queridos amigos dentistas, Dr. Paulo Roberto Menezes de Itabuna que o diga, dos ossinhos de caranguejo.

Em Itabuna temos o tradicional Ka te quero no bairro Pontalzinho e o Rei do Guaiamum no bairro de Fátima.

Em Ilhéus  sugiro Inácio Bar na vila Juerana na Zona Norte e o Mirante no bairro Pontal. Aqui, em terras grapiúnas, cada um tem seu guaiamum e barzinho preferido, eu só posso afirmar: I LOVE GUAIAMUM!!!

Leia também sobre Turismo e Gastronomia em Ilhéus: Surf, paz e comida natural em Ilhéus

Comendo bem em Ilhéus- Parte 2

Comendo bem em Ilhéus- Parte 1

Dicas de Verão em Ilhéus

 

Ilhéus não gosta de Ilhéus?

Ilhéus não gosta de Ilhéus?

Será que o ilheense não gosta de Ilhéus?
Quem suja a rua?
Quem joga lixo na praia?
Quem joga lixo nos rios?
Quem joga entulho na esquina?
Quem joga entulho no meio da rua?
Quem destrói as lixeiras públicas?
Quem rouba as lixeiras públicas?
Quem urina na rua?
Quem atira lixo pelo carro?
Quem coloca o lixo no dia que o caminhão não passa?
Cidade Linda pela própria natureza.
Cidade Suja pela própria natureza de seus moradores e frequentadores.
Cidade Abandonada pela natureza do engessamento da administração pública que deveria fiscalizar e multar todos os sujinhos citados acima.
Se fizéssemos a nossa pequena parte neste jogo sujo, já teríamos mais de 80% dos problemas de limpeza urbana resolvidos.

Por Jurema Cintra Barreto

advogada, amante de viagens  e apaixonada por esta terra que tanto merece ser bem tratada.

Leia também: A Imobilidade Urbana de Ilhéus

                         Surf, Paz e Comida Natural em Ilhéus

                         Verão em Ilhéus

A Imobilidade Urbana de Ilhéus

A Imobilidade Urbana de Ilhéus

O Turista pensa que quando chegar em Ilhéus será um verão perfeito. A decepção já começa ao pôr os pés na cidade, ou o carro na Rodovia.

Um verão em Ilhéus é assim:
07:00- engarrafamento
08:00- engarrafamento
09:00- engarrafamento
11:00- engarrafamento
12:00- engarrafamento
14:00- engarrafamento
16:00- engarrafamento
18:00- engarrafamento
19:30 – engarrafamento
20:30 – engarrafamento

22:00 – engarrafamento.
Dias de semana e também final de semana.

Dia de show no Batuba Beach em Olivença é engarrafamento 24 horas em todos os bairros.
Além das praias quentes e belas e (com lixo)oferecemos um excelente desafio à sua paciência.

O Problema é que desde 1960 Ilhéus só tem uma Ponte, a Lomanto Júnior,  única via de acesso para todos os bairros da Zona Sul  , unindo o aumento exponencial do número de carros e motos, o investimento ZERO em Transporte Público e Mobilidade Urbana, o resultado só poderia ser o Caos, uma cidade Imóvel, Parada, Engarrafada, Inacessível, Ruim para visitar e para morar. Quando tem um protesto ou acidente??? Vixe, nem queira saber o transtorno!!!

ponte-parada

 

Mesmo com a construção da Nova Ponte, temos de lembrar de 6 Grandes empreendimentos Imobiliários na Praia do Sul de porte considerável, o que vai trazer ainda mais carros às ruas. A imobilidade do turista é tão grande quanto a do morador.

novaponte

Nova-ponte-Ilhéus

Será que nenhum gestor imaginou que precisamos pensar em alternativas para tirar os carros das ruas? Não sou Urbanista, nem Arquiteta, mas cidadã do mundo, e é gritante e assustador como se encontra a cidade, tão antiga, histórica, linda e abandonada. Vamos lá para as coisinhas básicas:

1 – Ponte de Pedestre Pontal-2 de Julho – as pessoas querem andar, gostam de andar, mas as calçadas são horríveis, ruas sem iluminação e inseguras, do Pontal ao Centro em linha reta são alguns poucos metros, um bairro populoso mas que a comunidade ainda precisa de carro ou ônibus para se deslocar até o Centro. Quantos e quantos trabalhadores e profissionais liberais não deixariam seus carros em casa? Médicos, advogados, servidores públicos que poderiam facilmente ir andando por uma ponte de pedestre e ainda seria ponto turístico beneficiaria toda a cidade e os moradores de 5 bairros, Pontal, Jardim Pontal, Sapetinga, Nova Brasília, que apesar de tão perto geograficamente, precisam de ônibus e carro para se deslocar até o centro, por conta do contorno da baía do Pontal;

2- Ciclovia Av. Soares Lopes-Olivença, integrada à Ponte Nova ; Existem diversos grupos de ciclistas na região que podem colaborar com a idealização do projeto; a bicicleta é a grande solução de transporte para várias cidades no mundo, iria atrair turistas, serviços, aluguel, promoveria o esporte e a saúde, formaria uma outra mentalidade de ocupação e dinâmica urbana da cidade;

3- Ponte Vilela-Nelson Costa – conversava com um engenheiro que me expôs as facilidades urbanas que traria, os motivos técnicos que me apresentou e fiquei encantada, segundo especialistas é viável e possível.  O Acesso para Canavieiras, Una e Zona Sul seria todo deslocado, ou seja, quem vem pela BR 101 não passaria mais pelo Centro da Cidade e desafogaria sensivelmente , além disso o tráfego de caminhões poderia também ser deslocado. Na cidade do Porto em Portugal, com um Rio, o Douro, e a mesma quantidade de habitantes existem 7 lindas pontes e inclusive todas são atrações turísticas;

4- Regulamentação de carga e descarga de caminhões; como pode em pleno verão , 08 horas da amanhã, cheio de turistas pela cidade, caminhões descarregando no fundo do Banco do Brasil e isto acontece cotidianamente, de sol a sol, chuva a chuva, é um absurdo;

5- Consolidação e instalação da Zona Azul; Mobilidade, também é rotatividade, se não tem vagas para todos os carros, tem de democratizar o uso das vagas, que é de competência municipal tal regulamentação, qualquer cidade com fluxo intenso de veículos precisa deste tipo de serviço. Não é privatizar o espaço público como alguns alegam, é democratizar o uso consciente e racional do espaço público.

6- As ideias mais simples, na minha cabeça, mas um sonho imenso para outros, seriam:

VLT Av. Soares Lopes-Ponte Nova-Praias do Sul até Olivença, um mega-projeto que iria impulsionar o turismo em nossa região

Metrô Itabuna-Ilhéus ao invés da Duplicação da Rodovia. A construção da nova pista só irá nos atender por 10 ou 15 anos, pois com mais e mais carros na rua, os engarrafamentos continuarão, ou outra alternativa seria a Duplicação como Auto-Pista, trecho direto, com saídas programadas e interligações com o trecho já existente pelas pontes. O trânsito entre Ilhéus e Itabuna também gera engarrafamentos pois todas as cidades próximas precisam utilizar desta Rodovia .

A cidade é linda, com riquezas imensas, que carrego no meu coração grapiúna, mas um pouquinho de criatividade e sonhos nos faria muito bem.

Jurema Cintra Barreto – advogada e amante de turismo e viagens

Leia também: Surf, comida natural e tranquilidade

                          Veraneando em Ilhéus

                          Lugares Pitorescos para se comer em Ilhéus