Minha Vida Lixo Zero em Ilhéus

O post que tava amarrado, mas saiu.

Desde que comprei meu copinho retrátil em abril de 2018 minha vida mudou.

Eu me achava a mega-ultra-hiper ecológica só por que separava meu lixo.

Ô que pretensão minha. Descobri que eu estava no modo automático assim como milhões de pessoas e bilhões…

Consumimos sem nos perguntar o por quê, o como, o conteúdo, a embalagem, a logística. Tudo polui muito.

Do copo reutilizável comecei a seguir o Instagram @menos1lixo e aí não parei mais.Veio o canudo de vidro, depois o canudo de metal, depois o Kit Lixo Zero na Bolsa. Depois adotei uma Ecobag para tudo. As Ecobags foram se multiplicando. Eu já andava com um Bocapio no carro para compras na feira livre, usava caixa de papelão, mas nem me dava conta que tudo , tudo, tudo era lixo, tudo que vem do supermercado convencional era envolvido em plásticos.

Lixo Zero é uma meta visionária e utópica, o mais legal é a caminhada, tudo que passo a narrar agora é possível e viável.

QUAIS FORAM OS ITENS QUE COMPREI:

COPO RETRÁTIL

CANUDO DE VIDRO

CANUDO DE METAL (Aliexpress bem baratinho)- demorou mas chegou

ECOPONDS – Discos de Crochê para retirar maquiagem

ESCOVA DE DENTE DE BAMBU

PANOS ENCERADOS _ substituir o plástico filme

SACOS DE TECIDO – para compras à granel

COTONETE COM HASTES DE PAPEL

CHALEIRA COM FILTRO PARA CHÁS – evito sachês

ITENS QUE EU JÁ TINHA EM CASA :

CANECA

GARRAFINHA REUTILIZÁVEL

SQUEEZE

TALHARES DE METAL

GUARDANAPO DE PANO

CARREGADOR DE PILHAS RECARREGÁVEIS

PINCEL para Batom – Sim, usar um produto até o final é super ecológico

POTES DE VIDROS

SACOS DE SAPATOS- para compras à granel, uso muito para comprar frutas e verduras sem levar aqueles malditos saquinhos plásticos transparentes

Daí começou a missão. comecei a ficar muito mais atenta sobre o tanto de plástico que estava em minha vida.

Compras à granel sem tornaram comuns, evito grandes mercados, opto mais pela feira livre e lojinhas à granel. Por incrível que pareça tenho economizado muito. Levo meu próprio pote e compro café moído na hora(sem plástico), compro açúcar demerara, milho de pipoca. Tudo nos potinhos que já tenho na cozinha.

Basta conversar com o dono do estabelecimento, no caso do Empório Ilhéus, é meu vizinho, e os funcionários dele são uma simpatia. Pesam meu potinho, Taram, que é zerar o peso do potinho, encho com os produtos e pesa de novo. Pronto. Tem trabalho não, é rapidinho, eu até já aprendi a fazer a Tara, ara quando algum funcionário inexperiente não souber.

Não vou colocar muitas fotos, por que quero estimular meus leitores a irem no Instagram @juremacintra e ver o dia-a-dia, em que mostro os passos e os desafios.

Mas já tenho conseguido fazer muita coisa SEM DESPERDÍCIO que também é uma forma importante de gerar menos lixo, nada disso eu compro mais, ou seja, não produzo mais lixo com meu consumo de:

MOLHO DE TOMATE CASEIRO

CALDO DE LEGUMES

CALDO DE CARNE

CALDO DE POLVO

SABÃO EM BARRA

SABÃO LÍQUIDO

VINAGRE DE ABACAXI

VINAGRE DE MAÇÃ

Plantas que tenho em casa e que como não preciso comprar já são menos embalagens plásticas entrando no meu lar:

CAPIM SANTO

BOLDO

ERVA CIDREIRA

HORTELÃ MIÚDO E GROSSO

KIOIÔ

MAMÃO

ACEROLA

MANGA

PITANGA

MANJERICÃO

ALECRIM

LÍNGUA DE VACA (MARIA MOLE)

COUVE

TOMATE

QUIABO

Fazer uma hortinha em casa nem dá trabalho assim, e você pode fazer seu adubo e aproveitar as embalagens plásticas de produtos de limpeza, já contei neste artigo, clique aqui.

Pesquisam revelam que estamos ingerindo de 2g à 5 gramas de micro-plástico por semana. Isso equivale a um cartão de crédito picado. É assustador, por isso tenho priorizado não ir em grandes redes de supermercados, e minhas escolhas em Ilhéus são:

1- feira livre do Malhado

2-feira livre da Urbis

3- Lojas à granel(várias – a com melhor preço)

4-barraquinhas dos pequenos produtores do bairro Pontal na rua Coronel Pessoa

5- feira de Orgânicos de Marfil no Km 12 , estrada Ilhéus-Olivença que acontece aos sábados

6- feira de orgânicos e agrocecológicos na Avenida 2 de Julho aos sábados na frente da Sociedade Montepio

7- feira de orgânicos na Câmara de Vereadores de Itabuna nas quintas-feiras

8- sacolão de frutas e verduras

Mesmo orgânicos ainda vem embalados em plástico – reduzir e recusar sempre que possível

Por que nesses locais posso usar meus saquinhos de legumes, posso levar meus potes de vidro, posso negociar direto com os produtores, preço e qualidade também. Menos agrotóxicos, também é uma meta do Movimento Lixo Zero, menos lixo nos solos e nos vegetais.

COMPOSTAGEM

Em inglês o último dos 5r do consumo consciente é ROOT, ou seja, compostar. Já faço há 10 anos e sou uma composteira apaixonada.50% do resíduo de uma residência é orgânico. Pronto , metade do problema resolvi em minha própria casa.

Vamos aderir ao Movimento Lixo Zero, conte aqui nos comentários suas dúvidas, anseios e dificuldades…