Como preparar Mala – viagem calor e frio – Atacama e Uyuni

Como preparar Mala – viagem calor e frio – Atacama e Uyuni

Voltamos de uma longa viagem pela América do Sul. Antes de irmos pesquisei muito e uma dúvida que não consegui achar em outros Blogs era sobre a MALA. A viagem pelo Chile, Bolívia e Colômbia em pleno verão, nos meses de dezembro e janeiro é uma loucura. Por que a temperatura será entre -5 graus até 32 graus. Terá Deserto, Mar, Montanha. Frio e Calor. A mala é uma coisa muito importante, por que é preciso estar prevenido para todas essas situações climáticas. Decidi escrever este artigo de como preparar uma mala de viagem de Calor intenso e Frio intenso ao mesmo tempo pois foi um grande desafio.

Publicaria somente quando voltasse para mostrar como foi nossa experiência, o que erramos e o que acertamos. Tudo sobre a Expedição Sangue Latino, você acompanha aqui em nosso blog.

Primeiro, já tínhamos 1 certeza: Nós não somos mochileiros, ainda não chegamos neste nível de desprendimento, mas admiro e respeito. Então levaríamos 1 mala grande (de porão/para despachar). Compramos as passagens sempre com a taxa extra de 1 mala . Também levamos outra mala pequena de mão e 1 mochila que iriam dentro da cabine. .Gosto de seguir blogs de Mochileiros e Viajantes profissionais, a gente aprende muito.

Toda cidade que íamos, os itens, da Mala de Mão e da Mochila, eram tudo que precisaríamos para aquele determinado tipo de clima, assim, se a bagagem despachada extraviasse não seria um problema para nós.

Uma decisão difícil quando você faz uma viagem longa é que não dá para carregar souvenir, nem lembrancinhas, presentes, tampouco compras na viagem, por que não será possível extrapolar o peso da bagagem. Na América do  Sul, o limite de voo internacional é sempre 23 kg, além disso fizemos vôos internos dentro dos países e é preciso ficar atento para as regras de bagagem de cada companhia aérea. No Chile vimos muitos mochileiros terem de despachar aquelas mochilas enormes, grandes, pois estavam fora dos padrões e no balcão a taxa é sempre mais cara. Pegue uma fita métrica e veja se sua bagagem está compatível.

No vôo do Uyuni para La Paz, a companhia Amaszonas tem regras muito rígidas, pois o modelo do Jato, não comporta bagagem de mão, exceto aquelas bem pequenas mesmo. São muito exigentes, mas não cobram para despachar no porão a malinha pequena que iria na mão, pelo menos isso!!

Só que se você estiver com uma mala mais cara, mochila com pertences caros e valores, é melhor se adequar antes do embarque ou nem levar esse tipo de Mala, por que eles vão despachar no porão.

Vamos aos itens da Mala. Como vocês viram no post anterior, nosso roteiro, foi pelo Chile, Bolívia e Colômbia, passando pelas capitais, vale de vinhedos, pelo Deserto do Atacama, Salar do Uyuni e finalizando em Cartagena. O deserto mesmo no verão faz frio, devido à altitude, mas faz calor também. Tem passeios que você passa pelas 4 estações no mesmo dia: frio, neve, sol, calor, vento ameno, campos floridos, tudo ao mesmo tempo, agora. Então é aquele efeito cebola, inicia com roupa de frio e vai tirando as camadas durante o dia.

MALA GRANDE DESPACHADA:

Nossa mala, foi assim, metade com roupa de inverno esportiva, a outra metade com roupa de calor.

Fui com bem menos peso  para comprar algumas coisas em Santiago. Roupa de frio estava tudo em promoção por que era verão de 32 graus, tem até shopping somente de roupa esportiva , vale demais. Ainda tem os cartões de desconto que o turista recebe. Sempre vá no balcão de informações, faça o registro de estrangeiro e retire seu cartão e folder com os descontos especiais, neste artigo que encontrei explica tudinho . Compramos na Columbia com 30% de desconto, 2 calças esportivas e 1 casaco  duplo. O casaco de dentro é térmico, o de fora é corta vento, pode usar junto ou separado, mega-útil e prático que recomendo demais.

Nossa Lista da Roupas de Frio e roupas esportivas:

  • 1 casaco corta vento duplo Columbia
  • 2 calças esportivas impermeáveis
  • 1 bota de trekking (indispensável. Se você usar tênis comum ou de balada é um risco à sua segurança)

    Veja a situação que fica. Tênis comum estraga todo e no final vai para o lixo. Você pisará em muito sal.

  • 1 calça térmica
  • 1 blusa térmica
  • 2 meia-calça de lã
  • 1 blusa de fleece
  • 1 suéter
  • 1 calça legging
  • 1 calça preta de strech- esporte fino
  • 4 blusas sociais de Manga comprida (só levei por que alugamos apartamento em que tinha ferro de passar)
  • 1 vestido longo de algodão
  • 3 pares de meia
  • 1 tênis leve, cor escura
  • 1 sapatilha preta casual
  • 1 echarpe (não levaria, deixaria para comprar durante a viagem)
  • 1 colete esportivo, 1 colete social (NÃO LEVARIA nenhum dos dois. Muito frio, só casaco resolvia)

NÃO LEVEI CALÇA JEANS e foi a melhor escolha, iria ocupar espaço e não é confortável para calor, nem para os passeios no deserto, pois você faz muitas viagens de carro, o dia inteiro.

ESQUECI a calça de moletom para os vôos, e é item essencial.

Vá com a mala mais vazia para as compras de itens que você poderá desfrutar na viagem . O ideal é fazer a mala 1 semana antes, ver se as peças de roupa combinam e ir retirando o excesso.


Dicas de compras úteis e que usamos muito durante a viagem:

Chile – Suéter, roupas de frio e esportivas estavam muito baratas pois era verão intenso em Santiago. Calça de algodão estilo saruel também tem muita variedade e é barata;

Bolívia– artesanato e tecidos artesanais é uma loucura de bom.  Cachecol, mantos, poncho, chales e echarpes, blusas de frio, de lã, meias, podem ser adquiridos lá, logo no primeiro dia para se proteger do frio;

Colômbia– bijuterias, vestidos de verão são bonitos e baratos. As lojas de Chapéu de Bogotá existem para endoidecer qualquer mulher.

Se você não entupir sua mala com o que não vai usar, ou que não combina, terá espaço para pelo menos trazer um chale Boliviano de lã de Alpaca que é barato e lindo demais e que além disso você usará muito durante a própria viagem. As pouquíssimas coisas que conseguimos comprar foram úteis e usamos em todos os passeios.

Plaza San Francisco – La Paz

Tem de se desprender, LAVAR ROUPA, REPETIR ROUPA, COMBINAR ROUPAS, é fundamental. Tenho 3 fotos lindas com o mesmo Sweater da Ralph Lauren, e eu não tô nem aí. O importante são as lembranças e experiências incríveis que tivemos.

Nossa lista de roupas de verão e casuais:

  • 3 shorts jeans (com a consciência de hoje só levaria 2)
  • 3 camisetas de manga curta
  • 1 camiseta de alcinha
  • 1 blusa de seda
  • 1 vestido longo de algodão
  • 1 camisão branco de algodão (roupa branca é muito boa por causa do sol)
  • 3 maiôs (só levaria 2, na verdade fiquei com medo de não dá tempo de secar entre um passeio e outro)
  • 2 saídas de praia – 1 longa e 1 curta- foi útil tanto no deserto, na praia, quanto piscina e hotéis
  • 1 chinelo
  • 1 rasteirinha
  • 1 tênis vermelho casual(hoje eu não levaria – 1 tênis bem leve  como o Nike que usei é suficiente)
  • 1 top de academia (muito útil no dia do passeio de cavalo e no deserto)
  • 1 saia preta de tecido (looks de verão ou de inverno com meia calça)
  • 1 vestido curto – NÃO LEVARIA – deixaria para comprar durante a viagem, tinham muitas promoções e lojas lindas
  • 2 leggings esportivas de academia – NÃO USEI e achei inútil pois as calças esportivas te dão muito mais conforto e comidade, tem bolsos, te protege, facilita o trekking, você pode sentar em qualquer lugar e é difícil de sujar. 
  • 2 lenços – Não levaria pois deixaria para comprar durante a Viagem.
  • Roupa íntima fui bem econômica por que quase você não transpira,  então foram 10 calcinhas, 2 sutiãs comuns e 1 sem alça. .

Para fazer a mala pense se a roupa é fácil e prática de lavar, se precisa passar, por que então você terá de usar lavanderia dos prédios, ou as de rua, tudo isso demanda tempo e custo. Lavamos roupas 4 vezes. 1 em Santiago e 1 em Vina del Mar, em que usamos a lavandeira coletiva do apartamento que alugamos pelo AirBNB, era muito barato, R$5,00 a lavagem e R$5,00 para secar, máquinas grandes que davam muitos kilos. Você terá de comprar sabão e amaciante, e no mercado vende tudo em caixas pequenas, era ótimo. 1 vez em San Pedro do Atacama  usamos o serviço do Hotel, o kilo não foi caro, porém não lembro. E 1 vez em La Paz na Bolívia, usamos lavanderia de auto-serviço chamada Lavamatico, era R$23,00 para lavar e passar com sabão e amaciante deles. A bonitinha aqui que passou tudo. Tinha ferro nos apartamentos e alguns hotéis também.

Itens de saúde  – essenciais e obrigatórios:

Essa listinha acredito que seja a mais importante para viagem no deserto e em cidades de altitude e sem umidade alguma. Além disso o corpo é muito cobrado, eu usava esses itens o tempo inteiro e os 4 primeiros já andavam dentro do meu casaco, não saia sem eles no deserto de jeito algum, valendo também para  La Paz e em Bogotá por causa da altitude que castiga demais:

  • bloqueador solar para o rosto(fator mais alto que você encontrar);
  • protetor solar para corpo;
  • protetor labial(fator mais alto que encontrar) – esse levei 2, um para mim e outro para meu esposo, por que o uso é muito intenso e constante;
  • umidificante nasal – Salsep foi o que me salvou, a falta de umidade te castiga demais, você acorda à noite com o nariz entupido, ressecado, mas toda a paisagem do deserto vale o esforço;
  • hidratante corporal – coloco como item de saúde pois sua pele vai ficar num estado lastimável;
  • hidratante facial – o sol é intenso, vento também, o frio corta a pele, então proteger e hidratar o rosto também é saúde;
  • Lenços umedecidos – usará tanto para limpar a pele, como ir em banheiros;
  • Repelente (esqueci de usar 1 dia nos vinhedos do Colchagua no Chile e as picadas são molestosas , kkkk);
  • 2 óculos de Sol – é saúde para seus olhos, impossível ficar sem.

    sobrevivência básica

Itens de Beleza e Higiene 

  • Shampoo e Condicionador pequenos (pois alugamos apartamentos) – quem ficar em hotel já evita de levar esse peso
  • Máscara para cabelos
  • Reparador de pontas
  • Tônico Facial
  • Óleo Seve da Natura – maravilhoso para a pele no deserto- usei o frasco inteiro nesta viagem
  • Maquiagem- o mínimo possível- acredite, você não vai precisar de maquiagem no deserto pois terá de repassar protetor solar zilhões de vezes
  • Creme Nívea
  • Algodão em discos
  • Álcool em Gel
  • Desodorante
  • Lâmina de barbear
  • Poucas bijuterias (não deveria ter levado nenhuma – pois cada lugar bonito que passamos dá muita vontade de comprar artesanatos, brincos baratinhos, mas a gente tem de aprender na marra não é???  NUNCA MAIS  viajo com bijouterias, o legal é ir comprando nos locais turísticos, quando você volta tem muita história para contar, aquele colar de conchinhas vai te lembrar o mar de Cartagena, aquele brinco de Lapis Lazúli vai te lembrar o Chile, os brincos de tecidos coloridos à Bolívia. Já seriam algumas gramas à menos de peso. E peso é tudo que você tem de controlar nesta viagem.

Remédios

Eu já me machuquei no exterior e tive muita dificuldade de pedir remédio na farmácia em espanhol. Como tenho Renite Alérgica alguns itens já são obrigatórios em qualquer viagem(Alegra D, Busonid e Sorine). Como esta viagem foi longa, por 34 dias, levei uma farmacinha e que foi muito útil. Acreditem na Bolívia se fala 37 línguas oficiais e o espanhol na Colômbia parece um dialeto de tão diferente e difícil de audição, eu preferi ir prevenida. Para completar, 2 dias antes da viagem fiz um tratamento dentário e levei receita original na mão, pois tive de comprar Antibiótico e Anti-inflamatório. Claro que também tínhamos o Seguro Viagem, mas não queríamos nos estressar com situações do dia-a-dia que acontecem. Eu coloquei na bagagem despachada, pois nos Raio-X dos aeroportos poderia ser parada para dar explicações sobre o porquê de está levando tantos remédios diferentes. Outra coisa, eu não cortei as cartelas, deixei da forma original, pois qualquer problema a autoridade aeroportuária iria ver que era um remédio original e não uma Droga Ilícita. Em San Pedro do  Atacama a farmácia estava sempre cheia.

Não sou hipocondríaca, apenas li muitos blogs e acompanhei viagens de outras pessoas que narravam os perrengues. Minha Renite já me tirou muitos dias de alegria, então sigo à risca as recomendações médicas.

  • Alegra ou outro  anti-alérgico
  • Busonid
  • Pro-Live ou Floratil
  • Analgésico
  • Bandaid
  • Rifocina
  • Reparil (Spray como Gelol ou Cataflam só podem ir na bagagem despachada)
  • Soro de Re-hidratação Solúvel
  • Anti-inflamatório
  • Pomada dermatológica
  • Sonrisal
  • Omeprazol
  • Bismujet para aftas
  • Vick Vaporub
  • Adesivo Salonpas
  • Pílulas Soroche (comprei no Chile e foram mega-úteis)
  • Ponstan para cólicas menstrual
  • Colírio
  • Pastilha para garganta
  • Antigripal
  • Anti-térmico
  • Antibiótico(somente por causa do dente)

Esses 4 em vermelho foram os únicos que não usamos, acreditam!! Claro que sobrou muita coisa, levaria tudo de novo? SIM, só que em quantidade menor. Então seja econômico. Soro de Re-hidratação só usamos 1 saquinho que faz 1 litro; levei 4, pensando bem só levaria 2. Tudo na vida é um aprendizado.

Para ajudar na organização, vi alguns vídeos no YouTube de como dobrar roupa de forma mais compactada e comprei sacos impermeáveis na Le Biscuit. Além dos sacos Zip Locker para a bagagem de mão.

Leia tudo sobre a Expedição Sangue Latino : Chile, Bolívia e Colômbia- roteiros e preparativos

                                                                                   Programando uma longa viagem pela América do Sul- dicas

                                                                                    Réveillon em Viña del Mar

MALA DE MÃO

Sempre arrumávamos as roupas e itens que usaríamos no próximo destino para facilitar e ficar tudo à disposição. Assim mesmo que houvesse um extravio da bagagem despachada a gente não passaria sufoco.

MOCHILA

Documentos, dinheiro, carteira, algum objeto de valor, todas as Reservas impressas caso pedissem na imigração. Tenho medo do celular descarregar e aí como fica o endereço do hotel? o número da reserva? O horário da passagem?

Água, por que a hidratação é fundamental nesta viagem, é item de sobrevivência básico mesmo, senão você passa muito mal, tanto do calor no Chile, quanto a altitude no Atacama, Uyuni, La Paz e Bogotá. Nossa mochila já ia com 2 garrafinhas nas laterais.

Eletrônicos, celular, máquina, cabos, adaptador de tomada ( Ei, pesquisa sempre o modelo, ô coisa chata é chegar no destino e nada encaixar).

Kit de sobrevivência básica que era : 1 muda de roupa, 1 casaco, 1 calcinha, 1 saco zip locker com potes de 50ml de shampoo, condicionador, sabonete líquido, álcool em gel, mini pasta de dente, mini-escova, mini enxaguante bucal.

Não importa se você só vai em 1 país, em 2 ou 3, VÁ!! Divirta-se, faça imersão cultural. Experimente, conheça outras culturas, línguas, aromas e sabores, viajar é um grande conhecimento cultural, humano e espiritual. Aventurem-se e aguardo comentários com dicas e dúvidas.

Espero que tenham gostado e em breve estarei escrevendo mais e mais artigos, as memórias ainda estão muito frescas, mas a advocacia, nossa profissão e paixão nos consome por isso os textos virão aos poucos.


Jurema Cintra Barreto, é advogada, amante de viagens e apaixonada por contar histórias

Já visitou 9 países e a meta é ir ao infinito…

Expedição Sangue Latino : Roteiro e preparativos para Chile, Bolívia e Colômbia

Expedição Sangue Latino : Roteiro e preparativos para Chile, Bolívia e Colômbia

Já havia falado aqui sobre essa preparação para ficar 33 dias na “pista”. Pois é a viagem internacional mais longa e mais complicada que já fizemos. Li muitos blogs de Viagem, vi vídeos no Youtube, e acompanhei Instagram de várias agências, enfim, chega o dia tão esperado.

Veja aí nosso Roteiro e Mapa:

Também preparamos um check-list. É … tem de programar muitas coisas para ficar tanto tempo fora.

CHECK- LIST VIAGEM

EXPEDIÇÃO  SANGUE LATINO

  1. PASSAPORTE VÁLIDO
  2. CONFERIR PASSAGENS E RESERVAS IMPRESSAS
  3. CARTÃO VACINAÇÃO
  4. DINHEIRO (Dólar e Real)
  5. HABILITAR CARTÃO DE CRÉDITO PARA USO NO EXTERIOR
  6. SEGURO-VIAGEM MÉDICO INTERNACIONAL
  7. SEGURO-CARRO
  8. CHIP INTERNACIONAL
  9. ROUPAS DE FRIO
  10. ROUPAS DE VERÃO
  11. MEIAS E ROUPAS TÉRMICAS
  12. REMÉDIOS
  13. CONFERIR ITENS DE HIGIENE
  14. AGENDAR PAGAMENTOS DE CONTAS A VENCER NO BRASIL
  15. CONFERIR CABOS E ELETRÔNICOS
  16. CARREGAR BATERIA EXTERNA
  17. ARRUMAR MALA COM ANTECEDÊNCIA

 

E você o que prepara e o que leva em sua viagem de mochilão, seu tour de 30 dias pela América do Sul?

Pelo Mapa já sabe as cidades que iremos visitar? Deixa aí nos comentários.

Giro Gastronômico – Porto

Giro Gastronômico – Porto

Bem, para quem já leu alguns post aqui no blog e para os que me conhecem, digo e repito: eu viajo para Comer. Sim, eu amo viagens gastronômicas. Além de história, arquitetura, artes, cultura, acredito que a gastronomia de um lugar marca muito a gente, é a tal memória gustativa.

Conversas e bate-papos de viagens são frequentes e muitos amigos me pedem as dicas de Portugal. Foi a primeira vez que usei o TripAdvisor de forma incisiva e constante e sabe de uma: não erramos desde o PF(prato feito) até os chics, tudo nesta viagem foi perfeito.

O país é aquela tranquilidade só, nós brasileiros não precisamos de visto, apenas passaporte e pimba, Europa em língua portuguesa, ô maravilha!!!

Foram 17 dias de muitas delícias, delícias e delícias. Do bacalhau português todo mundo fala não é? Mas alguém já te disse que eles tem hambúrguer delicioso e os frutos do mar são saborosos. Não sabia que o povo português faz polvo e porco tão bem. Queijos de ovelha e da Serra são surreais de tão bom. Os vinhos portugueses são deliciosos e muito, muito baratos, então ir para Portugal é a casadinha: passagem preço médio x alimentação preço baixo.

Vai fazer sua primeira viagem internacional? Eu fiquei mega tensa então clique aqui e também veja dicas super úteis. Viajamos só, então o sucesso depende muito de pesquisas e um pouquinho de espírito aventureiro.

Fomos em várias cidades então vou fazer post com giros gastronômico de cada região.

Primeiro desembarcamos no Porto e voltamos por Lisboa, ô erro, ida e volta pela mesma cidade é mais barato e as estradas são tão boas que a viagem dura bem pouco tempo e não é cansativa, além do mais a devolução do carro em outra cidade foi um “tiro” de caro.

Em Porto achamos os preços bem mais baratos que Lisboa, e tudo estava perfeito. Nem preciso falar que todos os pratos de almoço e jantar eram regados com muito vinho Português(seja sustentável) e com um cálice de Vinho de Porto de aperitivo ou no final como digestivo, sempre.

 CAFÉ MAJESTIC

Lindo e deslumbrante – Quem já acha bonita a confeitaria Colombo no Brasil, acredite esta é mais encantadora. Fica na Rua Santa Catarina, bem pertinho de onde alugamos um apartamento pelo AirBNB, perto também da estação do metrô do Bolhão. Facílimo de chegar, aliás o Porto é um exemplo de ótima mobilidade Urbana. A arquitetura é deslumbrante, os detalhes das cadeiras entalhadas em couro e madeira chamam a atenção. É caro, bem caro, tem gente que só tira uma foto e vai embora. Mas se você foi até a Europa e Deus sabe quando retornará, valerá a pena cada Euro gasto. Pedimos um Shake de iogurte com frutas vermelhas, que estava sensacional, olha a carinha de felicidade da foto abaixo! Também provamos uma rabanada com lascas de castanhas… hum… solta os cachorros… me senti um membro da Corte Real que ia lá se deliciar. Não lembro se tem rabanada no cardápio, o garçom ofereceu, que bom! que bom; Olha ela no cantinho inferior da foto!!

Iogurte com frutas vermelhas

 

CARAÇAS

Quando fomos no Outlet o funcionário de uma loja nos disse que deveríamos ir no Caraças. Tentamos às 22:00 mas que pena estava fechado, a moça disse que o peixe tinha acabado. Mas o morador foi tão enfático, alegava que era bom demais, típico da cidade, que tinha uma senhora de 80 anos que comandava e tivemos de tentar no outro dia. Serve prato executivo, foi muito bom, nunca comi um peixe empanado tão tenro, chega derretia na boca e o prato é enorme, capaz de comer 2 pessoas. Vi que tinha muitos idosos, executivos, professores, realmente é tradicional, é local que turista não vai, mas o povo portucalense sim. E a sobremesa… só peçam 1, é imenso o mousse de chocolate. Conta baratinha, acho que nem deu 14 euros para os dois com taça de vinho, isso em 2015

SETE MARAVILHAS

Nesse dia que chegamos tarde demais no Caraças, estávamos morrendo de fome, voltando de um shopping(me recuso a comer em shopping quando estou viajando), provar a culinária local é o cerne de qualquer viagem, faz parte da imersão cultural. Daí, que esse barzinho, bem módico, simpático e simples estava aberto e foi bem lá que pegamos informação, se o Caraças era ali mesmo, pois não tem placa. Muito restaurante bom em Portugal não tem placa na porta. Voltamos e para nossa decepção também tinha acabado tudo, é que os portugueses gostam de comer fora, e fazem isso bem mais cedo do que nós turistas aventureiros que não tem hora certa para nada. Só tinha SOPA e OVOS MEXIDOS. Minha cara de raiva era evidente, sair do Brasil para tomar SOPA e OVOS MEXIDOS? Mas Jurema, se você está falando dos lugares bons por que está contando isso tudo? É para contextualizar, nunca menospreze na sua vida, uma SOPA e OVOS MEXIDOS, foi a melhor sopa de todos os tempos, por isso está em letra maiúscula, foram os melhores ovos mexidos do século, enfim, os donos são um casal simpatia pura. Nossos celulares já tinham descarregado e a fome nem deixava olhar nada na net, estava tudo fechado e pronto era ali mesmo. Ainda bem! Ainda bem! Esses achados que mudam a viagem. Vi que muitas pessoas de várias nacionalidades pediam cervejas artesanais, eles tem rótulos do mundo todo.

A Sopa era de Cenoura com laranja e grãos de pimenta moídos, era uma coisa de doido, excepcional. Já os ovos mexidos, que tivemos de pedir mais 2 porções devido à gula, vinham com uma fatia de pão caseiro e lascas de salmão defumado. Olha eu nem sei se tenho palavras  suficientes e corretas para narrar o deleite que foi, aquela comida simples e saborosa, feita com carinho, foi mágico!

POSTIGO DO CARVÃO

Iríamos naqueles famosos restaurantes na Ribeira, no Cais do Rio Douro, aquela paisagem belíssima que mais parece uma pintura. Pedimos sugestão para um local que soltou o verbo: “não indico nenhum caro e que não tem qualidade”. “Vão neste aqui na rua de trás, é antigo, comida boa, preço bom”. ACERTOU EM CHEIO!! Morador sabe onde as cobras dormem. Foi o melhor polvo grelhado que já comemos e o maior também. Macio, suculento e bem temperado. Pedimos a Espetada de polvo e dava para 2 com fartura.

Esse é um problema em Portugal, quando o garçom disse que dá para um, tenha certeza que dá para 2. Vinho da casa barato, contudo mais amadeirado. Conta barata!! Preço Honesto. Já os restaurantes da frente fomos em 1 caro e comida ruim, não cito o nome por pura ética, mas a colocação Tripadvisor não tava boa e agente foi na ilusão por que o ambiente era bonito, doce, doce ilusão mesmo.

Já o Postigo do carvão? Olha a carinha de meu esposo assustado com o tamanho da porção??? Comemos de morrer, haja fôlego!! E ainda teremos posts de Braga, Lisboa e Sintra.


leia também: I Love Guaiamun

Onde comer em Ilhéus- Parte 2

O que fazer e comer – 1 dia em Salvador

Restaurantes e sustentabilidade

Programando uma longa viagem pela América do Sul – dicas

Programando uma longa viagem pela América do Sul – dicas

É, os amigos já perguntam:e aí, qual seu próximo destino?? Estamos virando viajantes profissionais??

A próxima odisseia será pela América do Sul, de norte à sul pelo Pacífico. Está dando um medinho e friozinho na barriga pois nunca fizemos, eu e meu esposo, algo tão grandioso e por tanto tempo. Quando era criança, o máximo era passar 2 meses de férias na casa da vovó em Seabra. Serão 33 dias intensos em mais de 13 cidades.

Muitas dúvidas e ler blogs de viajantes me ajudam muito,e também me angustia, é tanta informação, que fico igual barata tonta no tiroteio de tanto conteúdo. Então depois de ver 50 milhões de vídeos no youtube e com grau de ansiedade 200%, decidir escrever para desestressar e compartilhar essas angústias e descobertas com os viajantes.

Vou fazer como Jack e dividir por partes.

1ª angústia – escolhendo o VÔO – menina, isso foi um suplício, pois os trechos eram por “múltiplos destinos” , cidades diferentes, e daí que nem TAM, nem Avianca estão com essas opções no Brasil.  No Site Avianca.com(sem o BR.), eu ainda conseguia, mas não com destino final Ilhéus, ou com valores astronômicos de 10.000 ou 14.000 todos os trechos(tá louca!!!!). É estamos isolados aqui nas terras grapiúnas. Daí só restou os sites de viagens, e era focar, focar, olhar todo santo dia, até achar um preço bom. 3 países, 4 trechos. Usei o Viajanet  .  Realmente é bom, está em português e ajuda muito, só que o valor dos preços vivia mudando e quando eu clicava em comprar, o preço mudava, enfim, mas a busca por lá foi boa.

Fico atenta nas promoções em 2 aplicativos: Melhores Destinos e Passagens Imperdíveis, são muito bons e o Storie deles no Instagram sempre tem alguém mostrando algum lugar no mundo.

Gostamos de usar milhas e virei piolho de acumulação. Tudo que compro tem de acumular DOTZ ou Pontos Multiplus, a viagem para o Uruguai e para Argentina que contei aqui foi toda com pontos DOTZ ida e volta saindo de Ilhéus, saiu por 1000 reais para duas pessoas, com taxas e tudo, só não foi menos, por que não comprei com mais antecedência.

Móveis, computador, eletro, livros, seguro de carro e residencial, dá para comprar tudo no Multilpus, agendar no booking e AIRBnb, tudo mesmo, dá para acumular milhas e sou fã disso. A dica é ler com atenção, permitir as notificações no computador, chegam ofertas ótimas. São Paulo – Ilhéus ida e volta apareceu durante 1 mês por 800 à 1000 reais, comprei milhas e saiu por R$320,00,  bem nos horários que eu queria. Comprar milhas é um bom negócio quando tem promoções de compra. Também tem promoções de Transferência de milhas do cartão de crédito. Fiquei para morrer pois transferi meus pontos e só depois de 1 semana apareceu a tal promoção que garantia mais 35% de bônus. As empresas que administram milhas estão loucas atrás de clientes, é um mercado que cresce muito.

Também usei aplicativos como Kiwi , Kaiak, Momondo, acredite o mesmo trecho aparece com valores diferentes.

Nós iremos de TAM, e voltaremos de Avianca, além de vôos internos pela Sky Airlines  no Chile e Amaszonas na Bolívia. Em dezembro, aguardem surpresas.

2ª angústia – escolher hotéis ou Air BNB? – sabendo que alguns locais são bem complicadinhos, muito pobres, apesar de imensamente belos, ou desorganizado preferimos Hotel. Nas cidades bem estruturadas e seguras usamos o AirBnB e amamos, se você quiser um desconto na primeira estadia use o nosso código, assim você ajuda o blog a se manter. Mas esses sites como Hotéis .com e Booking nos dão tantas opções que a pessoa fica louca procurando as melhores alternativas. Eu sempre leio os comentários no aplicativo Trip Advisor, pois acho bem reais e úteis. Leio comentários, vejo o mapa e localização, vejo fotos de tudo, banheiro, varanda, tudo… muitas vezes as fotos no site são lindas e no Tripadvisor a gente vê as fotos de quem foi mesmo lá e se decepciona.

 

Leia também:

Organizando sua primeira viagem para o exterior sem perrengues – Destabaroando

O incrível Cemitério da Recoleta em Buenos Aires – fuja da mesmice

Fiz as pazes com o Rio de Janeiro- 3 dias de viagem incrível

Mulher viajar sozinha é quase como cometer um crime

Roteiro de 2 dias – Ilhéus e Itacaré

3ª angústia – os passeios – sim, saber o que fazer e como se locomover é um transtorno, aquela viagem dos sonhos pode se tornar um inferno. Eu pesquiso muito em sites de blogueiros de viagens, agências locais de turismo, sites oficiais do governo, receptivos, metrô, aplicativos da cidade, valores, tudo isso é muito importante para você ficar mais segura, afinal não viajamos com excursão, gostamos de caminhar sem contar o tempo, tudo com calma e tranquilidade. Quando fomos no Palácio de Queluz em Portugal, tinha uma excursão de chineses com uma guia e eles não andavam, eles corriam, nem conseguiram ver nada, horrível!!! Eu aproveite para sentir os cheiros do castelo, colher rosas e tirar fotos lindas.

 

4ª angústia – dinheiro- Bem,  serão 33 dias fora de casa e como levar e administrar dinheiro para essas andanças. Olha, já falei aqui antes, quem viaja não é rico, é apenas dedicado e comprometido. Eu fico sem comprar nada, nem uma blusinha para economizar na viagem. Penso que aquele sapato lindo ali na loja do térreo do meu escritório será um lindo jantar num restaurante panorâmico em Santiago. Quem viaja muito não é rico, é aquela pessoa que se planeja e que prioriza a viagem. Tem Hostel para tudo quanto é gosto e preço e quarto em casa de família no AirBNB, então dá , sempre dá. Tem promoções de excursão que divide em 12 vezes, tem PF(prato feito) em qualquer canto do mundo e tem dia de museu de graça também.

Daí, … agora, dei para fazer listinha no Excel, nunca fui tão organizada em toda vida.

Estou tentando pagar tudo pelo Brasil, Air BNB divide em até 6 vezes, Hoteis.com em 12 vezes. Alguns hotéis estão com promoções maravilhosas se você for direto no site deles, acredite o espanhol lido não é difícil assim, ainda tem a opção de traduzir página no Google Chrome. Eu já fiz muita reserva pelo site da Rede Golden Tulip e peguei diárias incríveis, como R$146,00 no Hotel 4 estrelas em Boa Viagem em Recife. 1 segunda por mês tem promoções incríveis, cadastrei meu e-mail e recebo com antecedência esses dias de super-desconto.  Mandei mail para um Hotel em La Paz, pois todos os sites apareciam as diárias esgotadas, tudo lotado e eu nem sabia por quê, descobri hoje o tal do Rali Dakar vai ser nos mesmos dias da nossa viagem, UAU!! Consegui a reserva pelo mail e com desconto, bem melhor que no Booking. Quando estiver lá eu mostrarei tudinho.

O melhor sempre é levar Dólar que tem boa cotação e não desvaloriza. E um cartão de crédito internacional habilitado. Como será muito tempo, se precisar farei pagamentos antecipados do cartão via aplicativo de celular. Também baixei o aplicativo TransferWise, vai que preciso transferir algo lá. Olha é uma onda!!! A angústia só vai acabar no dia 17/12/2017, marco zero da Expedição- Veias Abertas da América Latina.

Atualizado até 22/09/2017

Irei atualizar conforme as dificuldades vão aparecendo, ainda tem Carteira de Vacina Internacional,  Chip com internet internacional, imigração… seguro saúde, afff. acaba não mundão

Como nós ainda não fomos, aguardo as dicas dos viajantes, coloca aí nos comentários e nos ajude a realizar este sonho.

 

5ª angústia – documentação – Olha, isso é uma novela a parte. Tudo bem, na América do Sul não é necessário passaporte, mas você não pode entrar com carteira profissional de Conselhos de Classe como Medicina e OAB, tem de levar identidade mesmo, aquela verdinha. Ela deve ter no mínimo 10 anos de emissão, carteira antiga você poderá ser barrado. Conheço uma pessoa que entrou, não sei como, ele levou a identidade de quando era adolescente e o passaporte vencido para Argentina, mas não arrisque. Eu prefiro levar o passaporte para receber os carimbos, CLARO!!! E uma xérox colorida para andar no dia-a-dia.

Nos 2 países que fomos até hoje na América do Sul que são Uruguai e Buenos Aires(clique dentro do nome e leia nossas aventuras), a migração no aeroporto e porto de Colônia do Sacramento foi bem simples, mas pediram nome do Hotel e endereço. Eu levo tudo no celular e impresso também. Não quero passar perrengue se meu celular descarregar. Levo impresso reservas(hotel/carro/passeios), seguro morreu de velho. Na Europa, em Madri, eles pediram tudo mesmo e leram e fizeram perguntas. esteja afinado.

A carteira internacional de vacinação é outra novela. Veja atentamente o que precisa conter: Nome da Vacina, Número do Lote, data de fabricação, Nome do Laboratório fabricante, local de administração e data de aplicação, só que as carteiras no Brasil, nem tem espaço para isso tudo, o jeito é apertar, veja isso:

 

No site da Anvisa que está bem incompleto tem algumas informações, e lá diz que tem de agendar, quando você clica no agendamento, só aparecem poucas cidades, CUIDADO!!

Tirei a minha em Salvador, e em Ilhéus tinha dois postos, por causa do aeroporto e do porto marítimo. Mas no agendamento só aparecia Salvador. Veja aqui neste link, a lista completa e retire seu Certificado  Internacional de Vacinas mais próximo de sua casa.

Deixo aqui embaixo a lista completa de todas as cidades da Bahia, com serviço público e privado também:

Aeroporto de Ilhéus
Atendimento: segunda a sexta, 9h às 12h e 14h às 16h30min
Telefone: (73) 3633-3332
Endereço: Rua Brigadeiro Eduardo Gomes – Aeroporto Jorge Amado – Bairro: Pontal CEP: 45.654-070 – Ilhéus – BA

Aeroporto de Salvador
Atendimento: segunda a sexta, 8h às 12h e de 13h às 15h.
Telefone: (71) 3204-1540 / 3377-3138
Endereço: Praça Gago Coutinho s/nº – São Cristóvão – CEP:41510250 – Salvador – BA
OBS: A partir de 07 de agosto de 2017, para o atendimento nesse COV, o viajante deverá ter realizado o agendamento e o pré-cadastro na página www.anvisa.gov.br/viajante  .
Sede da CVPAF/BA
Atendimento: segunda a sexta, 8h às 12h e 13h às 15h
Telefone: (71) 3254 5271
E-mail: cvspaf.ba@anvisa.gov.br
Endereço: Avenida Frederico Pontes, s/nº, Edifício Sede do Ministério da Fazenda, térreo, Comércio, CEP 40015-720 – Salvador/BA.

Posto Portuário de Salvador
Atendimento: segunda a sexta, 9h às 16h
Telefone: (71) 3442 0151
E-mail: PP.salvador.ba@anvisa.gov.br
Endereço: Avenida da França, s/nº, Porto de Salvador, Comércio – Salvador/BA
Posto Portuário e Aeroportuário de Porto Seguro
Atendimento: segunda a sexta, 9h às 16h
Telefone: (73) 3288-3177
E-mail: ppa.portoseguro.ba@anvisa.gov.br 
Endereço: Aeroporto Internacional de Porto Seguro – Estrada do Aeroporto, s/n, Cidade Alta – Porto Seguro/BA – Telefone: (73) 3288 3177
Centro de Orientação do Viajante da UFBA – Complexo Hospitalar Universitário Professor Edgard Santos
Atendimento: quinta-feira pela manhã.
Endereço: Rua Padre Feijó s/n, Canela. CEP 40.110-060. Salvador – BA –
Obs: Este COV emite CIVP apenas para pacientes que utilizam vacina de febre amarela ou poliomielite na Instituição.
Prefeitura Municipal de Lauro de Freitas/Secretaria Municipal de Saúde
Endereço: Avenida Beira Rio, 134, Centro. 42.700-000. Lauro de Freitas – BA.
SEIMI – Serviço Especializado em Imunização e Infectologia
Endereço: Av ACM 585, Complexo Odontomédico Itaigara – Salas 1001 -1003. Itaigara. CEP: 41.825-000 Salvador – BA.

Centro de Vacinas Louis Pasteur
Atendimento: segunda a domingo, 9h às 21h.
Telefone: (71)3289 6000/32896003.
Endereço: Shopping Salvador, Avenida Tancredo Neves, 2915, Caminho Das Árvores -G1.CEP 41820021
Obs.: Verificar os horários de funcionamento nos domingos e feriados.
VACINNAR Centro de Imunização Ltda
Endereço: Avenida Expedicionários, 668, Recreio. 45.020-310, Vitória da Conquista – BA
IMUNIZA – Centro de Vacinação – UNIDADE ONDINA
Atendimento: segunda a sexta, 6h30min às 18h; sábado, 06h30min às 13h
Telefone: (71) 3338 8564 – E-mail: imuniza@imunizavacinas.com.br
Endereço: Avenida Anita Garibaldi, 1259, BOX 08, Ondina
PITUBA
Atendimento: segunda a sexta, de 6h30min às 18h; sábado, de 6h30min às 13h; domingo, de 07h às 11h.
Telefone: (71) 3338 8555
E-mail: imuniza@imunizavacinas.com.br
Endereço: Rua Rio Grande do Sul, nº 635, Shopping Multimídia, Loja 1-A, Box 02, Bairro Pituba – Salvador/BA
IMUNIZA – Centro de Vacinação – UNIDADE LAURO DE FREITAS
Atendimento: segunda a sexta, de 6h30min às 18h; sábado, de 6h30min às 13h; domingo, de 07h às 11h
Telefone: (71) 3338 8555
E-mail: imuniza@imunizavacinas.com.br
Endereço: Avenida Santos Dumont, Km 5,5, nº 6216, Shopping Estrada do Coco, Loja 101, Sl 01, Bairro Estrada do Coco – Lauro de Freitas/BA
IMUNIZA – Centro de Vacinação – UNIDADE CANELA
Atendimento: segunda a sexta, de 6h30min às 18h; sábado, de 6h30min às 13h
Telefone: (71) 3338 8555
E-mail: imuniza@imunizavacinas.com.br
Endereço: Rua Cônego José Loreto, nº 09, 1º andar, Sala 01, Bairro Canela – Salvador/BA
Laboratório LPC
Atendimento: segunda a sexta, de 6:30h às 17h; sábado, de 6:30h às 12h; domingos e feriados, de 7h às 11h
Telefone: (71) 2203 9955
Endereço: Avenida Paulo VI, 1920, Pituba – Salvador/BA
Vacinas VITALAB
Atendimento: segunda a sexta, de 7h às 18h
Telefone: (75) 3321 8135
E-mail: kelen@labvitalab.com.br
Endereço: Rua Comandante Almiro, 404, Bairro Centro – Feira de Santana/BA 
BIOVACINA Clínica de Vacinação
Atendimento: segunda a sexta, de 08h às 12h30min, e de 14h às 17h30min
Telefone: (73) 3525 9620
E-mail: biovacina2008@gmail.com , biovacina@uol.com.br 
Endereço: Rua Coronel Urbano Gondim, 66, sala 03, 1º andar, Ed. Antonio Lobo – Jequié/BA 
LABORATÓRIO SABIN
Atendimento: segunda a sexta, de 6h30min às 18h; sábado, de 6h30min às 12h.
Telefone: (71) 3023-4894
E-mail: vacinassalvador@sabin.com.br
Endereço: Rua das Hortensias, 930 Bairro: Pituba Salvador/Ba.
Fiz as pazes com o Rio de Janeiro

Fiz as pazes com o Rio de Janeiro

por Jurema Cintra – advogada e amante de viagens


Claro que o Rio de Janeiro continua lindo apesar dos pesares. Desde criança que venho à cidade ver meus parentes.

Quando criança, dependemos de onde os adultos queiram nos levar, absolutamente normal, mas como sua família mora e trabalha no Rio, apenas nos finais de semana que tínhamos aventuras, e eram ótimas, com meus queridos tio Mário Luiz e tio Léo.

Quando adolescente, sua avó “não deixa você sair”, é perigoso e com toda razão viu?

Quando voltei ao Rio já adulta, não tinha Uber, nem Google Maps, ainda assim com mapinha e pedindo orientação  era difícil. Da última vez que fui em 2014 com meu esposo os passeios foram bons, mas eu não usava o aplicativo Trip Advisor e escolhemos um péssimo Hotel, péssimo de infra-estrutura mesmo. Tinha sempre um porém, um mini-trauma. Nunca era sensacional!!!!

Desta vez viajei sozinha a trabalho e para visita familiar e foi muito bom. Tirando um incidente com o AirBNB, acho que no Rio tem-se de tomar muito cuidado por causa do trânsito, barulho das ruas e as fotos não condizem muito com o apartamento. Tive de sair do Ap. e ir para um Hotel . Pena mesmo, por que já aluguei em outras cidades e foi ótima a experiência com o aplicativo.

A mobilidade no Rio está muito diferente e mudada, depois da Copa e Olimpíadas, realmente o centro mudou e ficou um legado, andei de BRT e Metrô e paguei apenas R$7,00 do Galeão até Copacabana. Saltei na estação Vicente de Carvalho do BRT que faz conexão com o metrô de mesmo nome. O Royal Palace Hotel era na frente da estação Cardeal Arco Verde,  praticamente. Isso foi fantástico. Baixei o aplicativo do Metrô.

 

Resultado de imagem para metro rio aplicativo

Daí, Metrô para baixo e para cima junto com VLT pelo Centro está fantástico.

Sabe aqueles programas que você sonha desde criança? Quando eu ia e vinha de Niterói com meu tio ou minha avó, eu via aquela Ilha linda, verde e ficava sonhando em ir lá. Quem não leu A Moreninha? E ficou encantada com o relato do último baile do Império. Pois bem, a Ilha Fiscal é aberta ao público e lá fui eu, peguei Metrô, saltei na Cinelândia e burucutu … VLT, não tem catraca, o máximo, amei, tudo na confiança, igual ao Metro do Porto-Portugal, ops!!! Tem fiscal e a multa se você não validar o cartão é pesada. Desça na estação São Bento do VLT.

O Ingresso para Ilha Fiscal é vendido no Centro Cultural da Marinha.  Ahh , é deslumbrante. Todas as fotos abaixo são originais, sem aplicação de nenhum filtro, a luz do rio dispensa artifícios.

Gostei da visita guiada, com certeza não iria ver alguns detalhes que só os guias sabem!!

Dragão cuspindo fogo- portão da Baía de Gunabara

 

A dica é fazer o passeio no 1º horário, depois sair caminhando pelo Boulevard Olímpico até o Museu do amanhã e almoçar em um dos food trucks estacionados. De tarde, é museu do amanhã e ainda dá para tirar muitas fotos no famoso painel do artista urbano Kobra.

é mágico

Eu me atrasei, fico zanzando e aí acabei fazendo tudo em dias diferentes. Para o Museu do amanhã saltar na Parada dos Museus do VLT. Hoje é visita obrigatória para quem vai ao Rio, tanto por que a arquitetura é linda, como a proposta da curadoria e a Praça Mauá ficou deslumbrante.

 

Já tinha lido numa revista e tinha muita vontade de ver, o Real Gabinete Português de Leitura. Também passa VLT pertinho saltar na estação Saara, ou saltar no Metrô Uruguaiana e ir andando. A rua é muito cheia, muitas lojas do comércio popular. Virando a esquina na Rua Luís de Camões, olha ele lá. Ah, nem parece rio, você passa pelo Saara com centenas de lojinhas, camelô, muito chinês e coreano e se depara com este prédio majestoso.

 

Quando entrei, já fiquei encantada com a recepção, mas quando adentrei o salão principal da biblioteca tive vontade de chorar de tão linda.

Olhe para o chão!

Olhe para o céu!

E é particular!! Não é do Governo, nem foi da realeza não. Um grupo de comerciantes portugueses que fundou e é Associação até hoje, Ler podia ser um ato bem glamouroso, não é?

Acervo de 350 mil livros de literatura portuguesa

 

 

Você pode consultar qualquer livro, qualquer um mesmo, só pedir á bibliotecária, a Vera me contou toda a história e foi muito gentil. Achei este relato das Navegações portuguesas e a transcrição, calma, não é árabe, é linguá portuguesa mesmo, diretamente de 1646 para meu imaginário em 2017.

Relato de navegações portuguesas

Transcrição- êita quanta riqueza!!

Saindo do Real Gabinete, eu desci a Rua 7 de setembro direto e tomei um Chá Inglês(que chic hein?) e um doce português artesanal na Casa Cavé. Pena que cheguei atrasada, eles estão lá desde 1860 e eu só conheci agora!!!! Ô que lástima, vontade de sentar ali todo dia, os cariocas reclamam da violência com toda razão, mas é um privilégio e tanto poder consultar um livro raro e depois sentar neste Salão de Chá centenário.

Frente

E aí caminhei até a Avenida Rio Branco e está muito seguro, por causa do VLT tem gente nas ruas até de noite, impossível em outrora.

Na Cinelândia, de tantas histórias que ouvia de minha mãe, sobre as matinês, fui no Cine Palacio, hoje Teatro Riachuelo, todo restaurado e assisti Vamp – O musical, sensacional. O teatro está uma coisa a parte de beleza e luxo, recuperaram tudo mesmo e o show de dança, música e efeitos especiais me surpreendeu.

No outro dia, minha programação noturna foi  na Lapa, Claro!!! Básico demais, e optei por conhecer uma rua diferente, fui No Rio Scenarium, um pouco mais acima, e me supreendi, primeiro que o local parece um antiquário, mas nada está à venda, é decoração mesmo. E além do tradicional samba, teve a Banda de Niterói, Blood Mary, já fiquei fã e já quero o CD. Letras de hoje com arranjos musicais dos anos 50, roubou a cena.

Deixando o Rio fui para Niterói. E quem pensa que Nik City não tem nada ,olha só a vista deste Hotel! Uau!! Isto por que era inverno no Rio.

De Copacabana até a praia de Icaraí em Niterói custou apenas 55 reais, ponto do famoso Museu Nave Espacial  de Niemeyer, o MAC. Meu lema é Uber, uber, uber(aproveita usa meu código e ganhe 20 reais de desconto na próxima corrida – mshw1tzyue). Claro, transporte público é prioridade, se eu não estivesse com presentes nas mãos, iria de Metrô até a Cinelândia ou Carioca, pegava um VLT até a Praça XV e pegaria uma Barca, passeio tão charmoso!!

Niterói bem que podia entrar pelo menos 2 dias em sua viagem, hospedar-se neste fantástico Hotel com piscina no terraço com borda infinita, ir no MAC, ver por-do-sol na Praia de São Francisco, Mercado do Peixe, ir no Mirante de Boa Viagem, passear pelo caminho Niemeyer e todas suas atrações, tirar um dia para conhecer o Parque da Cidade e suas belas vistas(esse ainda vou conhecer), comer em excelentes restaurantes. E ainda aproveitar o conforto do H Niterói Hotel:

Em Niterói, se come muito bem, segundo algumas revistas o melhor restaurante de comida portuguesa do Estado do Rio está  lá, a Gruta de Santo Antônio, fui e adorei.

Comi suspirando!!

Outra coisa que amo, é que os barzinhos servem Ova de peixe, sempre tem samba ao vivo fui no Salve Simpatia  e as padarias tem pão português com creme!!!

IMG_1320

Então, terminando este post, só mesmo a música do Djavan. Eu finalmente entrei em PAZ com o Rio e esta viagem virou um caso de amor permanente. Fiz tudo sozinha, foi ótimo. “É DEMAIS ESSA CIDADE!”

Acompanhe nossas viagens e dicas de turismo no Instagram @falecomjurema

Leia mais: Bistrô da Onça- para além do Vale do Capão na Bahia 

                    Salar do Uyuni sem Perrengues – Aventura na Bolívia  

                   Ilhéus – onde comer bem ? Parte 3