ROTEIRO 05 DIAS/04 NOITES, ILHÉUS E ITACARÉ

ROTEIRO 05 DIAS/04 NOITES, ILHÉUS E ITACARÉ

Fui desafiada por uma seguidora no Instagram a fazer um roteiro de 05 dias e 04 noites e dividir entre Ilhéus e Itacaré. Bem, aqui estamos e … Ilhéus eu estou mais familizarizada pois amo turistar em Minha própria cidade, já Itacaré tem tempo que não vou, ainda mais por conta da Pandemia, mas o básico eu lembro de cor e salteado.

Quinta

12:30 Chegada aeroporto

Aluguel do carro (fazer pesquisa pelo Rent Cars)

Sugiro sair do aeroporto e ir almoçar no Restaurante Morro dos Navegantes com a Chefe Dani Fassanha(preço $$$$, mas comida sensacional, então é justo pela qualidade), vista linda e maravilhosa, eu amo o  cardápio inteiro, mas a lagosta com risoto ou peixe na folha de banana com risoto de moqueca estão no meu coração, não esqueçam de perguntar o prato do dia pois sempre tem novidades. Enfim a parte de peixes e comida baiana é sensacional e tomar um Drink que se chama Belini Baiano feito de Mel de Cacau.

 O carro vai te dar essa mobilidade .

– Após, faça check-in no hotel de sua escolha;

15 ou 16:00 – City tour pelo Centro Histórico (agendar com a Via Destino Viagens). City tour sempre termina na Catedral, ali já é a próxima atração;

17:00 – Apreciar o ballet dos pássaros na Praça da Catedral, o vôo das Maritacas que tem horário certinho, olha pra cima e desfruta do espetáculo da Natureza. Veja como é pelo vídeo de protesto dos moradores quando a prefeitura cortou indevidamente o Habitat delas

            – é sentar no bar Vesúvio para um delicioso Quibe com Chopp e ver a paisagem;

18:00 – provar os chocolates da DENGO , com mel de cacau, ou bebidinhas. As bolinhas de macadâmia envoltas com chocolate 70% são divinas. Eu amo a Dengo. Sugiro ainda separar espaço na barriguinha para sair caminhando até a Loja da Cacau do Céu e desfrutar das trufas e bombons… amo a de pistache, morango, cupuaçu, tudo feito com amêndoas de cacau selecionas e premiadas. Chocolates Finos da mais alta gastronomia, aproveite para conhecer as Barrinhas Bean To Bar, eu amo a de Chocolate com Flor de Sal da Cacau do Céu.

20:00 – fazer passeio de Patinete até a Ponte Estaiada com a Orange

– Voltar ao Hotel, dormir, ou dar uma esticada para passarela do Alcool.(Rua Hermínio Ramos no Pontal), se preferir pedir delivery sugiro a Pizzaria Massa Artesanal – o sabor Diávola é muito bom. Se quiser fazer um passeio noturno mais diferente sugiro o PUB Bela Vista e provar a Lambreta na Chapa, nosso marisco tradicional, além da vista de noite ser deslumbrante, o barzinho é simples e tudo gostoso, sugiro levar uma blusa de frio, pois venta muito.

Sexta-feira

– Visitar a Fazenda Yrerê de cacau no primeiro Horário.

Depois partir para Itacaré, cuidado com estrada Muito Sinuosa. No Caminho desfrute das Empadinhas na Cabana da Empada, tem placa bem grande e vale não só o lanche como almoço.

– 13:00 – chegada em Itacaré, desfrutar da Praia da Concha e do Por do Sol e fechar passeios.

Trilha da Prainha é muito boa, mas merece pegar um guia e tem Arvorismo que é sensacional.

De noite é desfrutar da badalada Rua da Pituba, fazer tudo andando ali e se deliciar de Rosca de Cacau.

Tem restaurantes para todos os bolsos e orçamentos.

Sábado

Sugiro contratar passeio para Ver as piscinas de Taipu de Fora. Como a estrada é ruim, melhor péssima, tem agências que fazem o bate- e volta. São lindas e é muito divertido. Outra opção é o Rafting em Taboquinhas que é sensacional e já falei aqui no blog. De carro é muito legal, pois dá para almoçar lá e desfrutar da Vila Rosa.

Domingo

Desfrutar de mais passeios em Itacaré, tem as trilhas de Jeribucaçu e Engenhoca e a Cachoeira do Tijuípe, ou subir o Rio de Contas de Barco para ir na Cachoeira do Cleandro e comer caranguejo. Itacaré tem muita agência de viagem na Rua da Pituba, você fecha tudo lá na hora e consegue bons descontos.

Segunda

Voltar cedinho para pegar o vôo em Ilhéus, usem o Waze para calcular Rota e lembre-se de colocar uma folguinha para parar no Mirante de Serra Grande e bater aquela foto deslumbrante da vista do Litoral Norte de Ilhéus.

Esse ROTEIRO foi desenhado se você ALUGAR UM CARRO, pois as coisas entre as cidades são muito longe. Na volta para Ilhéus, veja se tem pessoas no Hostel/Hotel precisando de transfer para Ilhéus ou coloque a carona no aplicativo BLA BLA CAR , JÁ É UMA FORMA DE ECONOMIZAR e fazer amizade. Acredite, mesmo estando sozinha, ainda assim, alugar um carro sai prático e econômico. O mesmo roteiro de mochilão será escrito em um novo artigo.

Esse roteiro está sem fotos, que é para o leitor prestar mais atenção na organização e ficar com gostinho de hummm… como será? As vezes sinto angústia com tanta foto maquiada, manipulada e tudo isso só pelo clique… então desfrute das cidades com mais surpresa e seja bem vinda às terras grapiúnas.

Leia também: Ilhéus- Roteiro econômico

Visitando a Fazenda de Yrerê – Cacau e Turismo Rural

Rafting em Itacaré – Aventura e Cultura

ODE ao Mel de Cacau

ODE ao Mel de Cacau

Estava muito ansiosa para escrever, cheguei em casa morta de vontade de colocar para fora o meu amor ao Mel de Cacau. Li num site que Suco de Cacau era quase a mesma coisa que o mel e isso mexeu comigo, muito profundamente, então vamos à ODE.

Ó Mel de Cacau

Ó líquido que escorre silenciosamente do fruto ouro.

Quando o facão afiado rompe a casca, tu estás ainda adormecido

Ó tempo, ó céu, ó vento, açoita a polpa branca tão sutilmente, e o faz despertar

Só o olhar atencioso do peão debaixo do cacaueiro é capaz de notar que tu estás ali

Latente, inerte, pronto para irromper

As amêndoas, amontoadas.

Ó tu, que repousas nas folhas de bananeira

Meticulosamente, empiricamente, poeticamente inclinadas nas madeiras calejadas

O tempo… vai mostrando tua mais pura forma

pelas folhas de banana escorrendo até os potes improvisados te encontrar

Tua límpida preciosidade aparecendo em forma de mel

Mel de Cacau, agora eu te vejo, líquido e também viscoso

Não tão consistente como das abelhas, tuas irmãs de mata

Não tão aquoso.

Oras, não és água?

Oras, não és mel?

Doce, muito doce, dulcíssimo e azedo

Tanta paciência para te esperar

tanta pressa para te provar

O tempo te castiga, logo se perde

Não se tem mais nada a perder

Urge te beber, urge se deliciar contigo

Da frieza da folha de banana, o calor em minutos te fermenta

Corre, apressa-te, o Mel está pronto

Tu que és doce e azedo

Tu que és viscoso e aquoso

Tu que serve da geleia ao molho de peixe

Tu que vai do doce ao salgado

Tu que és paradoxal

Tu que és pura dicotomia

Tu que és antagônico

Tu que reúne tudo em um único momento sublime de ser

Mel de Cacau GRAPIÚNA.

Por Jurema Cintra Barreto, advogada militante, viajante, e apaixonada pelas riquezas do Sul da Bahia

Giro Gastronômico – Porto

Giro Gastronômico – Porto

Bem, para quem já leu alguns post aqui no blog e para os que me conhecem, digo e repito: eu viajo para Comer. Sim, eu amo viagens gastronômicas. Além de história, arquitetura, artes, cultura, acredito que a gastronomia de um lugar marca muito a gente, é a tal memória gustativa.

Conversas e bate-papos de viagens são frequentes e muitos amigos me pedem as dicas de Portugal. Foi a primeira vez que usei o TripAdvisor de forma incisiva e constante e sabe de uma: não erramos desde o PF(prato feito) até os chics, tudo nesta viagem foi perfeito.

O país é aquela tranquilidade só, nós brasileiros não precisamos de visto, apenas passaporte e pimba, Europa em língua portuguesa, ô maravilha!!!

Foram 17 dias de muitas delícias, delícias e delícias. Do bacalhau português todo mundo fala não é? Mas alguém já te disse que eles tem hambúrguer delicioso e os frutos do mar são saborosos. Não sabia que o povo português faz polvo e porco tão bem. Queijos de ovelha e da Serra são surreais de tão bom. Os vinhos portugueses são deliciosos e muito, muito baratos, então ir para Portugal é a casadinha: passagem preço médio x alimentação preço baixo.

Vai fazer sua primeira viagem internacional? Eu fiquei mega tensa então clique aqui e também veja dicas super úteis. Viajamos só, então o sucesso depende muito de pesquisas e um pouquinho de espírito aventureiro.

Fomos em várias cidades então vou fazer post com giros gastronômico de cada região.

Primeiro desembarcamos no Porto e voltamos por Lisboa, ô erro, ida e volta pela mesma cidade é mais barato e as estradas são tão boas que a viagem dura bem pouco tempo e não é cansativa, além do mais a devolução do carro em outra cidade foi um “tiro” de caro.

Em Porto achamos os preços bem mais baratos que Lisboa, e tudo estava perfeito. Nem preciso falar que todos os pratos de almoço e jantar eram regados com muito vinho Português(seja sustentável) e com um cálice de Vinho de Porto de aperitivo ou no final como digestivo, sempre.

 CAFÉ MAJESTIC

Lindo e deslumbrante – Quem já acha bonita a confeitaria Colombo no Brasil, acredite esta é mais encantadora. Fica na Rua Santa Catarina, bem pertinho de onde alugamos um apartamento pelo AirBNB, perto também da estação do metrô do Bolhão. Facílimo de chegar, aliás o Porto é um exemplo de ótima mobilidade Urbana. A arquitetura é deslumbrante, os detalhes das cadeiras entalhadas em couro e madeira chamam a atenção. É caro, bem caro, tem gente que só tira uma foto e vai embora. Mas se você foi até a Europa e Deus sabe quando retornará, valerá a pena cada Euro gasto. Pedimos um Shake de iogurte com frutas vermelhas, que estava sensacional, olha a carinha de felicidade da foto abaixo! Também provamos uma rabanada com lascas de castanhas… hum… solta os cachorros… me senti um membro da Corte Real que ia lá se deliciar. Não lembro se tem rabanada no cardápio, o garçom ofereceu, que bom! que bom; Olha ela no cantinho inferior da foto!!

Iogurte com frutas vermelhas

 

CARAÇAS

Quando fomos no Outlet o funcionário de uma loja nos disse que deveríamos ir no Caraças. Tentamos às 22:00 mas que pena estava fechado, a moça disse que o peixe tinha acabado. Mas o morador foi tão enfático, alegava que era bom demais, típico da cidade, que tinha uma senhora de 80 anos que comandava e tivemos de tentar no outro dia. Serve prato executivo, foi muito bom, nunca comi um peixe empanado tão tenro, chega derretia na boca e o prato é enorme, capaz de comer 2 pessoas. Vi que tinha muitos idosos, executivos, professores, realmente é tradicional, é local que turista não vai, mas o povo portucalense sim. E a sobremesa… só peçam 1, é imenso o mousse de chocolate. Conta baratinha, acho que nem deu 14 euros para os dois com taça de vinho, isso em 2015

SETE MARAVILHAS

Nesse dia que chegamos tarde demais no Caraças, estávamos morrendo de fome, voltando de um shopping(me recuso a comer em shopping quando estou viajando), provar a culinária local é o cerne de qualquer viagem, faz parte da imersão cultural. Daí, que esse barzinho, bem módico, simpático e simples estava aberto e foi bem lá que pegamos informação, se o Caraças era ali mesmo, pois não tem placa. Muito restaurante bom em Portugal não tem placa na porta. Voltamos e para nossa decepção também tinha acabado tudo, é que os portugueses gostam de comer fora, e fazem isso bem mais cedo do que nós turistas aventureiros que não tem hora certa para nada. Só tinha SOPA e OVOS MEXIDOS. Minha cara de raiva era evidente, sair do Brasil para tomar SOPA e OVOS MEXIDOS? Mas Jurema, se você está falando dos lugares bons por que está contando isso tudo? É para contextualizar, nunca menospreze na sua vida, uma SOPA e OVOS MEXIDOS, foi a melhor sopa de todos os tempos, por isso está em letra maiúscula, foram os melhores ovos mexidos do século, enfim, os donos são um casal simpatia pura. Nossos celulares já tinham descarregado e a fome nem deixava olhar nada na net, estava tudo fechado e pronto era ali mesmo. Ainda bem! Ainda bem! Esses achados que mudam a viagem. Vi que muitas pessoas de várias nacionalidades pediam cervejas artesanais, eles tem rótulos do mundo todo.

A Sopa era de Cenoura com laranja e grãos de pimenta moídos, era uma coisa de doido, excepcional. Já os ovos mexidos, que tivemos de pedir mais 2 porções devido à gula, vinham com uma fatia de pão caseiro e lascas de salmão defumado. Olha eu nem sei se tenho palavras  suficientes e corretas para narrar o deleite que foi, aquela comida simples e saborosa, feita com carinho, foi mágico!

POSTIGO DO CARVÃO

Iríamos naqueles famosos restaurantes na Ribeira, no Cais do Rio Douro, aquela paisagem belíssima que mais parece uma pintura. Pedimos sugestão para um local que soltou o verbo: “não indico nenhum caro e que não tem qualidade”. “Vão neste aqui na rua de trás, é antigo, comida boa, preço bom”. ACERTOU EM CHEIO!! Morador sabe onde as cobras dormem. Foi o melhor polvo grelhado que já comemos e o maior também. Macio, suculento e bem temperado. Pedimos a Espetada de polvo e dava para 2 com fartura.

Esse é um problema em Portugal, quando o garçom disse que dá para um, tenha certeza que dá para 2. Vinho da casa barato, contudo mais amadeirado. Conta barata!! Preço Honesto. Já os restaurantes da frente fomos em 1 caro e comida ruim, não cito o nome por pura ética, mas a colocação Tripadvisor não tava boa e agente foi na ilusão por que o ambiente era bonito, doce, doce ilusão mesmo.

Já o Postigo do carvão? Olha a carinha de meu esposo assustado com o tamanho da porção??? Comemos de morrer, haja fôlego!! E ainda teremos posts de Braga, Lisboa e Sintra.


leia também: I Love Guaiamun

Onde comer em Ilhéus- Parte 2

O que fazer e comer – 1 dia em Salvador

Restaurantes e sustentabilidade

Surpresa boa chamada Uruguai

Surpresa boa chamada Uruguai

Adoro conhecer coisas, lugares e comidas novas. Não podia ser diferente quando viajamos. Às vezes digo para meus amigos que eu viajo para comer.

Indo para o Uruguai foi uma surpresa atrás da outra.

Pegamos o ferry, Buquebus em Buenos Aires até Colônia Del Sacramento. 50 minutos, tudo bem tranquilo. Fomos na classe Executiva, olha que chique.

Mas tem outras empresas e passagens de tudo quanto é preço. Se você só quer chegar no Uruguai e economizar vá na Colonia Express. Compramos antes para não perder tempo, vai que tem um feriado local e tudo lota?

Ficamos hospedados num hotel bem perto do Porto, Le Vrevo Boutique, simples e tudo organizado. Mas foi até melhor mesmo, por que os hotéis dentro do Centro Histórico são muito caros. Os hotéis da orla são mais longe, precisa de carro, bicicleta ou uma boa andada. Depois de 1 garrafa de vinho isto complica. Então este Hotel foi uma boa relação custo-benefício, nem precisamos de transfer de tão perto do Porto e pouquinhas quadras do centro histórico, economizamos e fizemos tudo andando.

Como era inverno, um dia, ou no nosso caso, 1 dias e 1 noite você vê tudo em Colônia.

Cidadezinha Tranquila. Aliás tranquilidade é o nome do Uruguai. Tudo é calmo, Wi-fi nas praças e em todo o canto e de graça. Povo hospitaleiro, atencioso e culinária excelente.

É ou não é tranquilo? O cachorros, ou “peros” vivem soltos e todo mundo cuida

Em Colônia, de cara, um dos melhores restaurantes da viagem: Charco Bistrô. Que entrada!! que prato!! que vista!!! Se pagar restaurante no Uruguai com cartão , tem desconto de 21% do IVA, mesmo com 6,38% do IOF compensa demais. Pedimos um queijo brie empanado que vem acompanhado de tomates assados( é do outro mundo, vou ter de futucar o youtube até achar esse modo de empanar e fritar o queijo inteiro), de prato principal o carneiro com purê.

Vinho muito bom e foi ótimo. É um pouco mais caro, só que 1 prato é suficiente para 2 pessoas. Comida de chef!! Maravilhosa, custo muito bom, pela qualidade excepcional do lugar, e a vista do restaurante? De tirar o fôlego(obs- nenhuma das fotos tem filtro, é a luz e a beleza do Uruguai mesmo:

 

Além de carnes perfeitas, o Uruguai tem muitos restaurantes de mariscos e peixes, tiveram colonização bem diversificada, encontrar comida italiana, alemã, mediterrânea, européia em geral é muito comum. Pubs e boas cervejas. Foi assim que em Montevideo que é uma graça , capital tranquila, simples, apesar do cinza do Rio da Prata, tudo se enchia de cor, os pratos, as lojinhas, os museus, os mercados.

Assim, descobrimos o Pacharran, restaurante de comida Vasca, diga-se, espanhola, e as tapas, uma seleção de mariscos empanados e marinados foi tão grande e tão boa que nem sobrou espaço para pedir o prato principal. Fica bem no Centro, paralela à Avenida 18 de julho onde faz câmbio e onde está o comércio. No primeiro andar de um prédio simples, talvez por ser escondido, fique ainda mais aconchegante, faça reservas, lota mesmo. Como sempre, a vontade de voltar e provar o cardápio inteiro. Cada prato que passava nas mãos dos gentis garçons, a boca enchia d’agua, eu colocava olho grande mesmoooo. Assumo.

Por que surpresas? Por que a maioria das pessoas  e até blogs dizem que em 2 dias se vê tudo em Montevideo, que Uruguai tem pouquíssimas atrações e nós ficamos com gostinho de quero mais. Vontade de ir em mais Vinícolas e passar o dia todo, em Ir em Punta Del Leste no verão, em conhecer Carmelo, explorar a Serra, enfim, o Uruguai é só surpresa.

Todo mundo diz, prove as carnes e o vinho Tannat, mas alguém já te falou : assim como as carnes, o Iogurte é divino e as cervejas artesanais uruguaias são deliciosas?? Então é isso, saia do usual, faça o básico e adicione o plus. São esses detalhes que fazem uma viagem comum de férias se transformar em passeios incríveis.

Fomos de avião com pontos do DOTZ e nos hospedamos no Esplendor Montevideo – A Wyndham Grand Hotel, se você quer fazer pesquisa de vôos e ajudar o blog clique aqui, é desta forma que viajamos mais barato, este hotel é sensacional, pagamos valor não-reembolsável aqui mesmo do Brasil dividindo em 03 vezes.

Leia mais sobre nossas andanças: Buenos Aires fora da caixinha

Fiz as pazes com o Rio de Janeiro

Viajar sozinha e o machismo do turismo

Roteiro de 2 Dias em Itacaré e Ilhéus

Todas as empresas aqui citadas não pagaram qualquer contribuição ao Blog, as impressões aqui expostas são pessoais e refletem a realidade do que vivemos.

I love Guaiamum 

I love Guaiamum 

Ou o que o ilheense gosta de fazer?


Toda vez que viajo gosto de fazer e comer igual aos moradores locais. Pergunto logo para os atendentes e recepcionistas dos hotéis o que tem de mais típico. Procuro na Internet e voilá. Assim que descobrimos iguarias como o Siri Bóia e Peguari em Salvador , a Francesinha no Porto, a pizza escondida na São João em São Paulo. Enfim… aquelas coisinhas que só comemos naqueles lugares.

Em Ilhéus acredito que uma das coisas mais típicas seja o hábito de comer caranguejo e Guaiamum. É muito comum se marcar com os amigos aquela rodada de caranguejo e conversa vai, conversa vem.

Para quem é de fora até estranha o “caranguejo azul” grande , chamado de Guaiamum.Diferente de seu primo ele não mora no mangue mas na terra , sobe nas árvores e tem uma carne menos doce e muito saborosa.

Segundo os fanáticos pelo crustáceo “ele pega mais tempero”. Somos tão fanáticos que o apelido pseudo-pejorativo do ilheense é “papa-caranguejo”.

Sexta-feira os barzinhos estão lotados de famílias comendo a iguaria, sábado e domingo nas barracas de praia(principalmente nas praias do Sul) eles são os reis de Ilhéus. Hábito que se passa de pai para filho, as mesas ficam rosas e vermelhas com sua chegada.

Pra quem nunca viu é deveras estranho aqueles aquários onde escolhemos os bichos vivos que vão para panela.

Algumas delícias tem dessas coisas.

E quando chega quentinho e temperado em sua mesa … hum… que água na boca.

Que água na boca, que boca sedenta, dentes astutos, Martelinho martelando mesmo… toc… tac… toc… tac… dentista por que preciso tanto? O ofício de comer caranguejo e Guaiamum gera muita renda para região, desde os catadores e marisqueiras, as cozinheiras e os nossos queridos amigos dentistas, Dr. Paulo Roberto Menezes de Itabuna que o diga, dos ossinhos de caranguejo.

Em Itabuna temos o tradicional Ka te quero no bairro Pontalzinho e o Rei do Guaiamum no bairro de Fátima.

Em Ilhéus  sugiro Inácio Bar na vila Juerana na Zona Norte e o Mirante no bairro Pontal. Aqui, em terras grapiúnas, cada um tem seu guaiamum e barzinho preferido, eu só posso afirmar: I LOVE GUAIAMUM!!!

Leia também sobre Turismo e Gastronomia em Ilhéus: Surf, paz e comida natural em Ilhéus

Comendo bem em Ilhéus- Parte 2

Comendo bem em Ilhéus- Parte 1

Dicas de Verão em Ilhéus