Iramaia também é Chapada Diamantina

Iramaia também é Chapada Diamantina

Vi essa Hastags em alguns posts no Instagram e 01 ano e meio depois de ter ido pela primeira vez na cidade estou aqui para compartilhar tudinho com vocês. #iramaiatambemechapada

Iramaia, é um dos municípios da Bahia que em pleno 2021 não tem asfalto, acreditam??? Apesar de ter linha de trem cruzando toda a Chapada ela só atende aos interesses de empresas mineradoras e esperamos que isso acabe. Não ter estrada asfaltada até a sede do Município é no mínimo um descaso com a população.

Pois bem, a logística para chegar lá não é fácil, mas vale cada minuto de esforço.

Aquela Chapada Diamantina raiz, inexplorada, cheia de cultura e identidade.

Saímos de Ilhéus às 08:00 e esse foi nosso roteiro:

Ilhéus

BA- Uruçuca

BR 101 até trevo de Ubatã

BR 330 até Jequié

Segue essa mesma BR até Pé de Serra

BA 260- entroncamento com Pouso Alegre (Maracás)

Tem placa de Iramaia, aí serão mais 47 km de estrada de chão

Novo Acre ou Jequy

(quando chegar no cruzeiro vire TUDO À ESQUERDA, cuidado que 3 caminhos)

Campo do Meio

Povoado da Raposa

Esta estrada tem muita pedra, então cuidado com seus pneus

Se escolher um caminho mais curto, não esqueça de pedir informações pelo caminho e estar com seu tanque do carro cheio… em hipótese alguma saia do asfalto sem estar de tanque cheio, só terá posto em Iramaia, 47 km depois.

Fomos em janeiro pelo Contestado.

Ao invés de entrar pela placa de Iramaia, passa o posto de gasolina, somente depois de vira a primeira à esquerda.

Seguir 14 km até Cruzlândia ou Povoado da Placa

Quando ver uma placa Iramaia à direita, não entre, siga direto no sentido Mucugê, Andaraí

Subirá a Serra do Contestado

Depois chegará no Jequy ou Novo Acre

Campo do Meio

Povoado da Raposa

Quem vem de Salvador, é muito mais fácil e menos trabalhoso, pois faz Salvador até Milagres via BR 324 – Paraguaçu e BR 116, vira Direita para Iaçu, Marcionílio Souza , Itaetê ou Iramaia – Jequy- Campo do Meio Raposa. Ou até mesmo descer de asfalto até Ibicoara e pegar estrada de chão de apenas 14 km até o Povoado da Raposa.

Povoado Novo Acre ou Jequy

Bem, de onde você estiver, sempre consulte antes um guia ou a Pousada que te enviará uma localização no GPS que ajudará demais.

Chegamos no Povoado da Raposa já 15:30 pois nosso pneu cortou exatamente na frente da Borracharia.

Nos hospedamos na Pousada da Raposa, uma delícia e os proprietários mantém uma Agrofloresta ao seu redor. Contato 077-81099140, falar com Rosane que é uma simpatia.

Preço é por pessoa e com café da manhã. A pousada serve almoço e jantar, cardápio enxuto mas tudo absolutamente bem feito e delicioso, prove com certeza o escondidinho de carne do sol que é dos deuses.

Também existem mais 1 tipo de hospedagem nos chalés de dona Rita, que possui chalés menores e uma casa bem grande que acolhe até 13 pessoas, pensa numa vista deslumbrante. Contato 077- 88712474

Comida no povoado tem de ser sempre encomendada antes, os moradores fazem aquela galinha caipira esperta ou carne do sol e claro cortado de palma e godó . Procurar Dona Néia na Casa Rosa. Contato 077-81382094.

Todos esses telefones são de Whatsapp e tem de ligar pelo aplicativo pois lá não tem sinal de celular, mas tem internet rural e pega direitinho. Você já chega na casa do povo e vão logo te oferecendo o Wi-Fi.

Como tudo aqui é longe, é preciso de um guia, agende antes as Cachoeiras, Pintura Rupestres e povoados com os guias locais, indico três, no Povoado da Raposa, o nosso vizinho Adão : Contato 077-81315732 e Romário : 077-81196298. Se você vem por Ibicoara e quer fazer uma base lá, procure Roney : contato 077 81493344, mas com certeza vale passar pelo menos 1 ou 2 dias de dormida no Povoado da Raposa, pois você pode fazer a Cachoeira do Licuri e raízes em 1 dia e no outro sair cedo para ver as Pinturas Rupestres e Cachoeira da Vendinha sem se cansar tanto com idas e vindas pelas estradas de chão.

Os guias sabem as melhores paradas, pontos de alimentação e conhecem a comunidade, você desfruta muito mais.

Quase todos aceitam PIX, e é o máximo, mas é sempre bom estar com dinheiro vivo em mãos.

Nos próximos post falarei de cada passeio e se você ficou interessado não deixe de nos seguir no Instagram: @juremacintra

Leia também: Ibicoara- Chapada Diamantina ainda inexplorada

Caminhos pra Chapada Diamantina

ROTEIRO 05 DIAS/04 NOITES, ILHÉUS E ITACARÉ

ROTEIRO 05 DIAS/04 NOITES, ILHÉUS E ITACARÉ

Fui desafiada por uma seguidora no Instagram a fazer um roteiro de 05 dias e 04 noites e dividir entre Ilhéus e Itacaré. Bem, aqui estamos e … Ilhéus eu estou mais familizarizada pois amo turistar em Minha própria cidade, já Itacaré tem tempo que não vou, ainda mais por conta da Pandemia, mas o básico eu lembro de cor e salteado.

Quinta

12:30 Chegada aeroporto

Aluguel do carro (fazer pesquisa pelo Rent Cars)

Sugiro sair do aeroporto e ir almoçar no Restaurante Morro dos Navegantes com a Chefe Dani Fassanha(preço $$$$, mas comida sensacional, então é justo pela qualidade), vista linda e maravilhosa, eu amo o  cardápio inteiro, mas a lagosta com risoto ou peixe na folha de banana com risoto de moqueca estão no meu coração, não esqueçam de perguntar o prato do dia pois sempre tem novidades. Enfim a parte de peixes e comida baiana é sensacional e tomar um Drink que se chama Belini Baiano feito de Mel de Cacau.

 O carro vai te dar essa mobilidade .

– Após, faça check-in no hotel de sua escolha;

15 ou 16:00 – City tour pelo Centro Histórico (agendar com a Via Destino Viagens). City tour sempre termina na Catedral, ali já é a próxima atração;

17:00 – Apreciar o ballet dos pássaros na Praça da Catedral, o vôo das Maritacas que tem horário certinho, olha pra cima e desfruta do espetáculo da Natureza. Veja como é pelo vídeo de protesto dos moradores quando a prefeitura cortou indevidamente o Habitat delas

            – é sentar no bar Vesúvio para um delicioso Quibe com Chopp e ver a paisagem;

18:00 – provar os chocolates da DENGO , com mel de cacau, ou bebidinhas. As bolinhas de macadâmia envoltas com chocolate 70% são divinas. Eu amo a Dengo. Sugiro ainda separar espaço na barriguinha para sair caminhando até a Loja da Cacau do Céu e desfrutar das trufas e bombons… amo a de pistache, morango, cupuaçu, tudo feito com amêndoas de cacau selecionas e premiadas. Chocolates Finos da mais alta gastronomia, aproveite para conhecer as Barrinhas Bean To Bar, eu amo a de Chocolate com Flor de Sal da Cacau do Céu.

20:00 – fazer passeio de Patinete até a Ponte Estaiada com a Orange

– Voltar ao Hotel, dormir, ou dar uma esticada para passarela do Alcool.(Rua Hermínio Ramos no Pontal), se preferir pedir delivery sugiro a Pizzaria Massa Artesanal – o sabor Diávola é muito bom. Se quiser fazer um passeio noturno mais diferente sugiro o PUB Bela Vista e provar a Lambreta na Chapa, nosso marisco tradicional, além da vista de noite ser deslumbrante, o barzinho é simples e tudo gostoso, sugiro levar uma blusa de frio, pois venta muito.

Sexta-feira

– Visitar a Fazenda Yrerê de cacau no primeiro Horário.

Depois partir para Itacaré, cuidado com estrada Muito Sinuosa. No Caminho desfrute das Empadinhas na Cabana da Empada, tem placa bem grande e vale não só o lanche como almoço.

– 13:00 – chegada em Itacaré, desfrutar da Praia da Concha e do Por do Sol e fechar passeios.

Trilha da Prainha é muito boa, mas merece pegar um guia e tem Arvorismo que é sensacional.

De noite é desfrutar da badalada Rua da Pituba, fazer tudo andando ali e se deliciar de Rosca de Cacau.

Tem restaurantes para todos os bolsos e orçamentos.

Sábado

Sugiro contratar passeio para Ver as piscinas de Taipu de Fora. Como a estrada é ruim, melhor péssima, tem agências que fazem o bate- e volta. São lindas e é muito divertido. Outra opção é o Rafting em Taboquinhas que é sensacional e já falei aqui no blog. De carro é muito legal, pois dá para almoçar lá e desfrutar da Vila Rosa.

Domingo

Desfrutar de mais passeios em Itacaré, tem as trilhas de Jeribucaçu e Engenhoca e a Cachoeira do Tijuípe, ou subir o Rio de Contas de Barco para ir na Cachoeira do Cleandro e comer caranguejo. Itacaré tem muita agência de viagem na Rua da Pituba, você fecha tudo lá na hora e consegue bons descontos.

Segunda

Voltar cedinho para pegar o vôo em Ilhéus, usem o Waze para calcular Rota e lembre-se de colocar uma folguinha para parar no Mirante de Serra Grande e bater aquela foto deslumbrante da vista do Litoral Norte de Ilhéus.

Esse ROTEIRO foi desenhado se você ALUGAR UM CARRO, pois as coisas entre as cidades são muito longe. Na volta para Ilhéus, veja se tem pessoas no Hostel/Hotel precisando de transfer para Ilhéus ou coloque a carona no aplicativo BLA BLA CAR , JÁ É UMA FORMA DE ECONOMIZAR e fazer amizade. Acredite, mesmo estando sozinha, ainda assim, alugar um carro sai prático e econômico. O mesmo roteiro de mochilão será escrito em um novo artigo.

Esse roteiro está sem fotos, que é para o leitor prestar mais atenção na organização e ficar com gostinho de hummm… como será? As vezes sinto angústia com tanta foto maquiada, manipulada e tudo isso só pelo clique… então desfrute das cidades com mais surpresa e seja bem vinda às terras grapiúnas.

Leia também: Ilhéus- Roteiro econômico

Visitando a Fazenda de Yrerê – Cacau e Turismo Rural

Rafting em Itacaré – Aventura e Cultura

ROTA DO CHOCOLATE: Visitando a Fazenda Capela Velha

ROTA DO CHOCOLATE: Visitando a Fazenda Capela Velha

Sai de Ilhéus 01 hora antes do horário agendado. Foi o suficiente. Estava de carro baixo e não tem problema , por que é pertinho da pista. De ônibus acho inviável, melhor acertar transfer ou pacote com alguma agência de turismo, a Fazenda deve indicar . Por isso lembro o quanto é legal alugar um carro em Ilhéus; dá para ir para às praias do Norte de manhã, almoçar e depois visitar a Fazenda de tarde, ou ao contrário.

A estrada Ilhéus/Uruçuca é sempre um deleite de muito verde. O mapa fornecido pelos proprietários funcionou direitinho. É zona Rural, então tudo tem de ser agendado pelo Instagram ou Zap (073-99030123).

É fazenda, é zona rural, é passeio ao ar livre. Dá para ir de chinelo? Até que dá, mas não é mais confortável nem indicado. Pisar no mato em segurança e sem molhar os pés é ótimo. Fui num dia de chuva belíssimo, e estar de bota facilitou. Nada que um tênis não resolva.

Ainda digo mais, se quiser fazer um book lindo no verde das roças de cacau, pensa o lugar ideal. Não sei por que os fotógrafos daqui não vendem combo ou experiência no Airbnb. Não sei mesmo. Já fiz tour fotográfico e é muito massa. Diversão com registros belíssimos.

A entrada da Fazenda já aquela beleza, patos selvagens no lago, ô deleite.

A casa principal e os anexos, é tudo tão florido.

Esperei um pouco até os outros visitantes chegar. Visitei na Pandemia e achei seguro, tudo ao ar livre, máscara e bastante distanciamento.

Começam as explicações e degustações, o Cacau Chá é delicioso, sai de lá já com a encomenda de uma boa quantidade à granel.

Mesmo num dia de chuva é um passeio muito bom. Eles tem guarda-chuva e nada atrapalha a diversão. Aliás as fotos ficaram lindas. Aliás pense num lugar lindo para fazer book de fotos de sua viagem ou data especial. Eu amo fotos na Mata Atlântica ou na Cabruca.

Mesmo morando aqui há 22 anos sempre é um prazer visitar uma Fazenda de Cacau. Se você não conhece o processo de fabricação do chocolate, vale demais o passeio, pela história, pela cultura, pelo conhecimento e pela diversão em comer tanta coisa gostosa.

Vamos correr roça. Provar o fruto. ver o maquinário.

cacau cocoa

Depois conhecemos a produção, uma fábrica moderna, toda envidraçada em que a produção Bean to Bar é colocada em outro patamar de extrema qualidade.

Terminamos novamente na Recepção que era o antigo secador de Cacau e podemos desfrutar da Lojinha. Levem grana extra por que a FEIRA é providencial. Se estiver de carro leve seu Isopor ou Bolsa Térmica.

  • Barrinhas de chocolate deliciosas
  • Mel de Cacau
  • Geléias
  • Licor de Mel de Cacau (finíssimo), pensa num presente lindo para um amigo e tem vários tamanhos.
  • Cacau chá

Já falei aqui que eu amo chá e viciei comprar em todas as viagens, lembrança bem melhor que quinquilharias que vão empoeirar na estante. Não podia ser diferente aqui na minha cidade. Estou viciada num blend que eu mesma criei. Uma colherinha de chá preto e 3 de casca de cacau, hummmm, …

Passeio delicioso, aceitam cartão e os proprietários são muito simpáticos. Ilhéus não é só praia, é cultura, memória, gastronomia e ecoturismo.

Leia também: Visitando a Fazenda Yrerê

Ilhéus terra do Cacau e Chocolate?

Rota do Chocolate – Visitando a Fazenda Yrerê

Rota do Chocolate – Visitando a Fazenda Yrerê

A Rota do Cacau vem sendo desenvolvida há anos. Primeiro de forma esparsa, agora com força total.

A maioria das pessoas acha que Ilhéus é só mar e praia!

Andou pelo Centro Histórico, comeu quibe no Vesúvio e tchau.

Por favor, não façam isso NUNCA MAIS!!!!

A Rota do Cacau e Estrada do Chocolate existe e você vai se deliciar.

O CENÁRIO

Se você nunca leu nada de Jorge Amado, corre… por que até 1998 ele era o mais lido no país, e sempre estava no top das paradas. A literatura estrangeira começou a invadir o mercado e aí já viram… mas sempre é tempo de corrigir este equívoco. Me lembro que antes de viajar para Colômbia li Cem Anos de Solidão e assisti Amor em Tempos de Cólera e antes de ir para o Chile revisitei os poemas de Neruda.

As fazendas de Cacau com suas peculiaridades foram cenários de livros e filmes na Obra inspiradora de Jorge Amado. Para além disso, hoje estas Fazendas são palco de uma grande ressurreição: CACAU e CHOCOLATE FINO.

MINHA HISTÓRIA DE RAIVA E ENCANTAMENTO

Depois de dizer isto tudo, é véin a historinha de Jurema.

Eu estudei na UESC, Universidade Estadual de Santa Cruz, que fica na Rodovia Ilhéus Itabuna, ou seja, passei 05 anos de minha vida indo e vindo . Depois a pós graduação, depois morar em Ilhéus e trabalhar em Itabuna, são 20 anos subindo e descendo esta estrada. Vi muitas mudanças acontecer. Mas sempre tinha uma plaquinha que eu NUNCA TIVE CURIOSIDADE DE ENTRAR. E eu sou mega-curiosa.

A placa diz: FAZENDA IRERÊ. Depois das redes sociais virar este fenômeno, foi só fotos lindas aparecendo. A Vanessa da Mata fez um vídeo lindo lá.

Daí que durante o Festival do Chocolate de 2019 minha prima veio me visitar e participar do Festival também. Além do site juremacintra.com está credenciado como Imprensa(que chic!!!!!!!), também estava como expositora no stand do GAP- Grupo Amigos da Praia. A gente aproveitou muito o festival.

Minha prima chegou na sexta e de tarde a gente foi logo para o Centro de Convenções cedo. Fizeram uma simulação de Fazenda Cacau com cheiro, folhas, frutos, sons e músicas, foi lindo!!

Daí que tinha uma mini-barcaça e ela não entendeu o processo. Como ela tem 22 anos não tinha como ter assistido a Novela Renascer ( https://www.youtube.com/watch?v=AP4cE7WtcV8 ), passa no Viva e é imperdível. Daí que veio a ideia, vamos numa Fazenda Tradicional e eu só me lembrava da plaquinha “Yrerê”.

Mandei mensagem no Instagram deles e pronto, entrada de segunda à sábado, 09:30, 11:00 ou 14:00. E eu que achava que só dava para ir agendando com agência de turismo… doce ilusão.

Chegamos na hora marcada. Fomos de roupa confortável, tinha gente de chinelo e roupa de praia… cacau e praia… casadinha perfeita.

Eu fui de bota de trilha por que eu adoro correr roça e entrar na Cabruca sem medo e sem preconceito.

Estava chovendo e isso mais ajudou do que atrapalhou. Mata Atlântica chove muito e faz parte do passeio. Tem várias sombrinhas na Fazenda.

Tudo começa num quiosque com cobertura e banquinhos. Nosso Guia Gerson explanou muito bem sobre a história do Cacau na América Latina e Mesoamérica. Depois sobre a descoberta da bebida do chocolate até a primeira barrinha feita por Henri Nestlé. Passamos para história do Brasil, da ascensão do coronelismo até a decadência com a Vassoura de Bruxa e o ressurgimento do cacau com o Movimento do Chocolate Fino. Foi INCRÍVEL.

Chovia forte, esperamos até virar uma garoa, seguimos pela trilha do Saci. Muito linda no meio da Mata Atlântica muito bem preservada.

Paramos debaixo de uma seringueira bem velha. Já mudamos de guia, agora acompanhadas por seu Antônio. Provamos os diferentes tipos de cacau. Vimos a Vassoura de Bruxa agir na planta e tiramos fotos no Meio da Cabruca(consórcio floresta e agricultura cacaueira).

Voltamos pela trilha até a GRANDE BARCAÇA. A mesma que minha prima não tava entendendo a miniatura. Pois bem, quando abre é aquele alvoroço, as amêndoas secando e tivemos outra explicação sobre a fermentação e secagem.

Agora seguimos para Casa sede. Que CASA!!! Todo detalhe é lindíssimo, até o banheiro com a descarga para fora para não contrastar nenhum plástico com a decoração rústica.

Aí foi outra aula, só que chocolate fino, produtos e sub produtos do cacau. Chocolate de Origem, terroir, nibs, manteiga de cacau, pó de cacau. Classificação das amêndoas, modernização da produção, concursos de chocolates … enfim chega o momento tão esperado, a DEGUSTAÇÃO.

Assim como numa vinícola, nas Fazendas de Cacau podemos provar as barrinhas com terroir próprio. Delícia de Suco de Cacau e chocolates das mais variadas proporções: 55%, 65%, 72%, 80%, com nibs , amêndoas caramelizadas, uma infinidades de delícia. Amei o 72% fiquei fã e as comprinhas cresceram.

Sim, por que quando tudo termina, não acaba… temos lojinha com os produtos à disposição e o espaço está aberto o quanto você quiser para obter lindas fotos da Mata Atlântica e do cacau

.

A raiva que senti de mim mesma, só pode ser convertida em encantamento. Demorou muito tempo para ter seguido o apelo da Plaquinha na BR 415, mas o atraso será então recompensado com outras idas. Se tornará roteiro obrigatório para todos os amigos e amigas que aqui me visitarem.

Você que está chegando em Ilhéus, não se esqueça de num dia de chuva fazer roteiro de Fazendas de cacau. Alugue 1 carro e divirta-se. Pode ser muito prático acertar um transfer de ida e volta, por isso só indico pessoas da mais alta confiança e o que ganho é a amizade deles (Madureira 073-999818910 e Amaury 073-991242959m taxistas profissionais)

A visitação e degustação custa R$30,00 por pessoa.

Saindo de lá fomos almoçar bem ao lado no bairro Banco da Vitória, apenas 03 minutos da Fazenda Yrerê e claro comemos no Restaurante Camarões e Mariscos, peçam camarões “grandes”. Lugar é simples, mas a comida deliciosa e farta. Aceita cartão de crédito e conheçam o famoso “Lourival do Pitu”

Voltamos ao Festival do Chocolate e foi mais abuso de degustações maravilhosas e o gostinho de quero mais… quero mais conhecer todas as fazendas disponíveis para o turista. Turismo regional é tudo de bom.

Quer saber mais atrações de Ilhéus? Siga nosso Instagram @juremacintra

Leia mais : Aeroporto de Ilhéus tudo que você precisa saber

Poema: ODE AO MEL DE CACAU

Ilhéus: terra do Cacau e Chocolate?

Qual melhor bairro para se hospedar em Ilhéus?

Nosso Quintal Bistrô – pérola de Ilhéus

Nosso Quintal Bistrô – pérola de Ilhéus

Olha só o privilégio. Eu moro ao lado do ÚNICO RESTAURANTE ORGÂNICO CERTIFICADO DE TODO O SUL DA BAHIA. É muito luxo.

Um ano atrás um amigo me convidou para almoçar numa segunda, sua sobrinha indicou um local bem pertinho de nossa casa. Estava fechado pois só abria de terça à domingo. Eu nem dei importância e hoje me lembro que fiquei 1 ANO inteiro de minha vida sendo tolhida deste prazer, por pura preguiça. Andar de carro dá nisso, a gente não explora o bairro, não conversa com os vizinhos, não participa do fluxo social.

Pois bem, 2 pessoas me marcaram em 2019 e eu fiquei curiosa. Segui no Instagram e FUI. Aí … que foi paixão a primeira vista. Comi um espaguete de palmito com filé mignon divino.

Levei meu esposo que amou, levei meus amigos, primos, parentes e aderentes, é sucesso e sucesso.

Nome: Nosso Quintal Bistrô

Proprietários: Hélia e Allan.

Local: Ao lado do aeroporto.

Comida: Vegana, Vegetariana e opção com carne separada. Pra todo gosto. A chef diz que gosta do equilíbrio.

E daí fui provando tudo. Eles não tem cardápio fixo, somente pratos do dia com produtos sazonais, ou seja, da estação, seus fornecedores são produtores orgânicos certificados que respeitam o solo e a natureza.

Tem salada com Muita PANC (Plantas alimentícias não convencionais), legumes fermentados naturalmente, tem kombucha, tem os chutney de cupuaçu. Meu esposo que ama carne, abre mão para comer a Salada com Falafel ou quibe Vegano. A salada do Bistrô é uma obra de ARTE:

Só de escrever eu já tô pirando de água na Boca. Vou toda semana, por que sempre tem novidades. Comer alimentos da estação é um hábito que faz bem à saúde do corpo e do planeta. Respeitando os ciclos naturais, sem pesticidas e agrotóxicos a natureza fornece em abundância. E bota abundância de receitas criativas.

É uma comida Slow Food, autoral da chef Hélia e você ainda faz amigos, conversa, ela te explica o prato. É tudo de bom e sustentável e BELO. Os pratos são de encher os olhos, de beleza e sabor, com flores comestíveis.

KOMBUCHA e cerveja artesanal. Essa mulher faz tudo com mãos mágicas e um sorriso cativante.

A sobremesa. Êita… tal de iogurte de leite de coco com fermentação natural tinha de ser tombado como patrimônio imaterial. Ou sorvete artesanal … ou o que ela inventar, sempre tem gostosuras.

É ao lado do aeroporto, espaço que não tem muitas opções como já abordei neste outro artigo, então chegou morrendo de fome de viagem… para lá rapidinho, leva as malas e que é na esquininha mesmo. Ou faz ao contrário, vai voar, 14, 15 horas? Chega mais cedo, por causa dos mega-engarrafamentos da ponte, e almoça no Bistrô, você vai sair de Ilhéus encantado com a potência da gastronomia agroecológica.

Preço moderado. Tem gente que acha caro… Mas … quanto custa o alimento baratinho do mercado? Quanto custa fica doente? Quanto custa contaminar solos, rios e águas com pesticidas? Quanto custa o trabalho análogo à escravidão em grandes fazendas? Quanto custa o desmatamento? Quantos custas as queimadas?

Alimento orgânico garante um preço justo ao produtor e qualidade para quem come e para a natureza. Tudo em equilíbrio. Então os custos externalizados do alimento orgânico é muito mais barato, ele não provoca nenhum ônus ao SUS , nem à administração pública, nem à justiça. Orgânico e Agroecológico mantém uma Economia Circular perfeita e sustentável, respeito ao solo, respeito às águas, respeito às pessoas, respeito aos povos da floresta e povos tradicionais, respeito à saúde. Pensa nisso antes de achar o orgânico caro. Tem um documentário que se chama o Alto Custo do Preço Baixo, tá no Youtube e vale cada minuto, o livro História das Coisas também mostra como a Economia Linear provocou o colapso ambiental no planeta.

Comer é um ato político. No Bistrô também é um ato de amor.

Cuscuz Marroquino com talos e folha de beterraba na salada – bom demais

Aceita cartões. Aceita carinho. Aceita curtir um jazz nos sábados de noite. Tábua de frios muito boa e especial. 60,00 dá para 4 pessoas tranquilo.

Estou falando com tanto entusiasmo que com certeza você está achando que ganhei alguma coisa dos donos , não é???? ledo engano, digo e repito em meu Instagram, minha profissão é Advocacia, se tiver parceria vai surgir de forma orgânica e real. Pago TODAS as contas onde vou, posso falar bem ou mal. Geralmente só falo bem, quando não gosto me calo ou mando mensagem privada, sempre construtiva e positiva, pois acredito numa comunicação não-violenta. E assim vamos… locais que gosto, eu gosto mesmo e apoio, por que amo ser papa-jaca de fato e de Direito e amo ver esta região crescer.

Desenvolvimento se faz com turismo consciente. Amo falar de Ilhéus, temos muitos problemas, mas temos uma RIQUEZA que precisa entrar no cenário turístico que é a Agricultura Familiar e Agroecológica.

No Bistrô Nosso Quintal dá para ver como essa riqueza é POTENTE E VIVA. Desfrutem.