Restaurantes e sustentabilidade

Restaurantes e sustentabilidade

por Jurema Cintra Barreto

advogada e amante de viagens


 

Viajo muito devido o trabalho e também por que gostamos. Olho os restaurantes em redes sociais, visito por indicação de amigos ou matérias em jornais e revistas e alguns é por sorte ou azar mesmo.

Como pratico agricultura urbana em casa me chama logo atenção quando vejo uma horta ou Pomar nos restaurantes.

O primeiro que me despertou para esta questão da Sustentabilidade foi o Paraíso Tropical em Salvador. O chef de cozinha e proprietário é o Beto Pimentel, seu rosto é famoso em revistas, programas de televisão e na cena soteropolitana. Então vamos começar por ele, passo aqui a analisar as hortas e o cardápio sustentável de cada um.

PARAÍSO TROPICAL– Salvador

O restaurante fica no Resgate em Salvador. É um escândalo do início ao fim. Desde o cardápio ultra-mega-super diferente ao ambiente. É um sítio e tudo vem dali e da Fazenda do Beto Pimentel, engenheiro agrônomo por profissão, chef de cozinha por convicção. Indo para o banheiro dá para ver uma iguaria baiana: o Biribiri, fruta azeda utilizada de diversas formas na culinária, desde um suco à conservas e moquecas. Você pode almoçar sobre um lindo pé de jabuticaba florindo ou produzindo a depender da estação.

foto-site oficial do restaurante paraíso tropicaç

foto-site oficial do restaurante paraíso tropical

Tudo, tudo no Paraíso tropical leva Biribiri e é muito bom. Pratos típicos repensados em seus nomes, aromas e combinações nos deixam com vontade de provar o cardápio inteiro. Começo com a fritada de Maturi(deve ser pedida junto com a reserva pois demora 1 hora), ao Dandá de Camarão, Sucos Sólidos e a sobremesa é uma surpresa a parte. Uma gamela com frutas da época, então sempre virá combinações diferentes durante o ano e é servida após o prato principal sem custo adicional. Frutas, cana cortada, doce de banana na palha e sacolinhas se você quiser levar o que sobrou. Toda essa fartura também vem da Fazenda do Beto Pimentel e se você der sorte peça para falar com o chef que é uma simpatia e uma escola viva da sustentabilidade. Sim, não é barato comer lá, mas o preço é absolutamente justo ao serviço e à proposta.

 

EMPÓRIO BAHIA – Itabuna

Não é só nos grandes centros que os empresários estão preocupados em sustentabilidade. Em Itabuna, no Sul da Bahia o restaurante Empório já um dos mais conceituados, basta ver sua excelente avaliação no Trip Advisor, mas quem chega no local nem sempre rapara ao seu redor. Logo no estacionamento de carros, vemos uma

horta orgânica

horta orgânica

grande tela de cobertura ao fundo, lá está uma bonita horta orgânica de onde vem todas as ervas e alguns legumes fresquinhos. É a proposta Da horta-Ao prato. Alface, rúcula, tomate cereja, manjericão, salsa, cebolinha, couve e algumas ervas medicinais. No almoço o prato executivo é BBB, bom, bonito e barato pois a proposta- combo, preço único incluído entrada, prato principal e sobremesa, agrada ao bolso e ao paladar. Tudo que você come vem direto da horta e mais, as garrafas de vidro dos vinhos são destinadas a projetos de artesanato na cidade de Itacaré.

 

 

A TOKA DO BODE– Itapebi

Capital, grandes centros, médias cidades e as pequenas também estão aderindo ao conceito de sustentabilidade.  Às margens do imenso e degradado Rio Jequitinhonha, está Itapebi, apenas 60 km antes de Eunápolis, fica na beira da BR  101. Município pequeno, mas que conta com uma Usina Hidrelétrica grande. A cidade baixa mantém um importante acervo arquitetônico.  Itapebi é visitada pelos proprietários de grandes fazendas,  pelos funcionários da hidrelétrica e das usinas de celulose em seu entorno. Na cidade alta, ao lado da Pousada do Pira está um pequeno restaurante, grandioso em seus pratos. A Toka do Bode é comandada por Adebônio, um ilustre morador que mantém uma bela horta nos fundos do estabelecimento. É manjericão, hortelá, cebolinha, coentro, quiabo, tomate e alecrim. Como Itapebi abate muito gado e sua pecuária é forte, a Picanha acebolada é fantástica. O nosso prato preferido é sem dúvida  a Galinha Caipira que é feita sob encomenda prévia (73-99984-1826)  e vem acompanhada de pirão, arroz, feijão tropeiro, macarrão e salada.

Se pode sentir todos os temperos frescos e orgânicos na galinha que só de falar esta escritora já está com água na boca. Sempre que lá estou para trabalho não deixo de forma alguma de reservar e comer a famosa galinha de Adebônio. O dono também é  agricultor urbano e cuida de sua horta com primor. Simples mas produtiva. A cidade fica 4 km da entrada da BR 101, chegando no Centro, na avenida principal qualquer pessoa poderá informar onde fica o restaurante, interior tem dessas coisas maravilhosas, todos se conhecem.

Não basta apenas comer, é preciso ter experiências, sensações, aquilo que ficará em nossa memória afetiva e gustativa. Sem dúvida comer no Paraíso Tropical, no Empório Bahia e na Toka do Bode além de ser gostoso e saudável é um ato recheado de lembranças.

Quer mais dicas sobre restaurantes  sustentáveis? Então siga nosso Snapchat @falecomjurema

As impressões deste artigo são pessoais e não tiveram qualquer tipo de patrocínio dos estabelecimentos citados.

10 dias antes da abertura, Festival de Música de Trancoso tem ingressos esgotados

10 dias antes da abertura, Festival de Música de Trancoso tem ingressos esgotados

Passando longe da “crise” tão anunciada pelos meios tradicionais de comunicação, o Festival Internacional de Música de Trancoso 2016 tem sessões esgotadas desde dezembro de 2015 com venda on-line de 100% dos ingressos.

45.759.417 pessoas já viram o  famoso clip de Bobby Macferrin, aquele assobio do início é inconfundível. Em Trancoso no Sul da Bahia 1.000 participantes  e convidados verão pessoalmente e bem de perto o show do consagrado músico e cantor.

No site do evento você poderá ver o currículo e perfil de cada musicista que fará parte desta grandiosa festa da música clássica e popular em 8 dias de intensas atividades. Veja o de Bobby  McFerrin que fará a abertura no dia 05/03 próximos.

” Bobby quebrou todas as regras. Dez vezes vencedor do prêmio Grammy, Bobby confundiu as fronteiras artísticas ao brincar descalço nas mais elegantes salas de concerto do mundo, ao desbravar territórios vocais até então inexplorados e ao servir de inspiração ao movimento beatbox e a toda uma nova geração de cantores a cappella.

Seu último CD, spirityouall, tem um toque de blues e uma aura de bem‐estar, mudança inesperada por parte de um rebelde da indústria fonográfica que, por conta própria, redefiniu o papel reservado à voz humana no hit a cappella, Don’t Worry, Be Happy e em parcerias com Yo‐Yo Ma, Chick Corea e com a Filarmônica de Viena, no coro de improvisoVoicestra e em lendárias performances vocais solo.

Ele promoveu a mais silenciosa e delicada das revoluções. Bobby McFerrin sempre foi um astro pop inusitado. Logo no início da carreira, criou um hit que não saía da cabeça das pessoas e que por um longo período liderou a lista das músicas mais ouvidas. Depois disso, seguiu tranquilamente em busca de sua própria jornada musical iconoclasta.

Apresentou improvisos em cadeia nacional de TV, cantou melodias sem letra, criou, com muita naturalidade, peças para 60 mil coristas em um estádio alemão, ignorou fronteiras de gênero, desafiou todas as expectativas.

A maioria não sabe que Bobby vem de uma família de cantores. Seu pai, o barítono de ópera Robert McFerrin, deu voz às canções interpretadas pelo ator Sydney Poitier no filme Porgy & Bess. Sua mãe, Sara, era uma excelente soprano solista e professora de canto.

Bobby cresceu cercado de todo tipo de música. Costumava reger Beethoven diante do aparelho de som aos três anos de idade; ficar escondido embaixo do piano enquanto seus pais lecionavam para jovens cantores; dançar pela casa para Louis Armstrong, Judy Garland, Etta Jones e Fred Astaire.

Quando criança, tocou clarinete a sério, mas a carreira de pianista iniciou‐a aos 14 anos de idade. Liderou seus próprios grupos de jazz, estudou composição, partiu em turnê com a banda do espetáculo de patinação no gelo Ice Follies, tocou em aulas de dança. Um dia, caminhando de volta para casa, se deu conta de que de fato sempre fora cantor.

A história de Bobby como instrumentista e líder de banda é essencial para entendermos sua abordagem inovadora no mapeamento de harmonia e ritmo (assim como melodia) através da voz. “Eu não consigo cantar tudo de uma vez”, diz, “mas posso sugerir algo, de modo que o público escute mesmo aquilo que não canto”.

Esse espírito pioneiro e esse virtuosismo abriram todo um universo repleto de novas possibilidades para os cantores. Foi assim com os experimentos de Bobby na gravação multicanal de voz (em Don’t Worry, Be Happy há overdub de sete faixas vocais distintas; em seu álbum coral VOCAbuLarieS, com Roger Treece, há milhares).

Mas a questão não é o virtuosismo. “Eu procuro não fazer performances no palco”, afirma Bobby. “Tento cantar do mesmo jeito que canto na minha cozinha, porque não consigo me conter. Quero que o público volte pra casa e também cante na cozinha no dia seguinte. Quero que o público tenha a mesma sensação incrível de alegria e liberdade que eu experimento quando canto”.”


 

Crise passa longe de Trancoso e Festival de Música tem sessões com ingressos esgotados

Crise passa longe de Trancoso e Festival de Música tem sessões com ingressos esgotados

É só em março do ano que vem mas a procura pelos ingressos no Festival Internacional de Música de Trancoso no Sul da Bahia está acirrada, o terceiro dia 07/03/2015 já está esgotado mesmo sendo uma segunda-feira.

A programação deste dia memorável será

  • 8h até 10h30 – Escolas públicas: Iniciação Musical
  • 12h30 até 13h30 – Concerto Educativo GRATUITO na Praça do Bosque com o Conjunto de Câmara da Orquestra Experimental de Repertório (São Paulo) – Carlos Moreno, regência
  • 15h até 17h – Facilities do teatro L’Occitane: Masterclasses
  • 17h -Teatro L’Occitane – Abertura do bar/snack ao público com ingresso
  • 18h30 – Teatro L’Occitane – “BOSSA NOVA”
  • Cesar Camargo & Friends 

 

Autodidata, Cesar Camargo Mariano desenvolveu uma carreira do mais alto calibre como pianista, arranjador, produtor e compositor, e é hoje um dos músicos brasileiros mais requisitados e celebrados em todo o mundo.

No início dos anos 60, o jovem pianista, ainda adolescente, já impressionava com seu swing, característica e habilidade de sua hoje legendária mão esquerda, e formou dois dos mais importantes Trios da época: “Samabalanço Trio” e “Som Três”. Dedicou­se por muitos anos como arranjador e produtor de Wilson Simonal e Elis Regina, o que lhe resultou em importante reconhecimento nacional e internacional. O hoje histórico álbum “Elis e Tom” (1970) teve a participação de Cesar Camargo Mariano, com apenas 27 anos, como arranjador, pianista e diretor musical.

Também como produtor e arranjador, trabalhou com a nata dos artistas brasileiros, entre eles, Chico Buarque, Tom Jobim, Ivan Lins, Ney Matogrosso, Nara Leão, Gonzaguinha, Gal Costa, João Bosco, Rita Lee e Simone.

Cesar Camargo Mariano lançou mais de 30 discos, sendo “Samambaia”, parceria entre o pianista e Hélio Delmiro, considerado um dos 10 melhores discos de música instrumental já editados em todo o mundo.

Entre suas mais de 200 composições, figuram as hoje clássicas “Samambaia”, “Cristal” e “Curumim”, gravadas também por grandes artistas como Yo­YoMa, Paquito D’Rivera, Clare Fisher e Ettore Stratta & The London Royal Philharmonic. Cesar é frequentemente requisitado a se apresentar, “solo” ou com seu grupo, em grandes teatros, festivais, jazz clubs e como solista convidado de importantes orquestras, no Brasil e no exterior.

Cesar, que hoje mora nos Estados Unidos, tem colaborado com grandes nomes internacionais, desde a música clássica de Yo­YoMa até o Jazz sofisticado de Blossom Dearie, e composto trilhas sonoras para cinema e televisão.

Entre vários prêmios nacionais e internacionais, Cesar Camargo Mariano recebeu dos Diretores da Academia de Artes e Ciências o prêmio especial “Lifetime Achievement Latin Grammy® Award” 2006, em reconhecimento à importância do conjunto de sua obra.

Mais informações no site Música em Trancoso e vendas on-line no Compre Ingressos

Não se esqueça de reservar sua Pousada com antecedência e obter melhores preços.